No Vasco, hora do 'Thallesmã'

Sem Everton Costa, suspenso, atacante pode jogar a final

Por fabio.klotz

Rio - As coisas aconteceram rapidamente na vida profissional de Thalles. De jogador dos juniores no ano passado, logo foi promovido ao elenco principal do Vasco e, marcando gols, conquistou a torcida e uma vaga entre os titulares. Em 2014, o técnico Adilson Batista tem dado menos chances ao xodó, que ganhou o divertido apelido de "Thallesmã", mas, com a expulsão de Everton Costa, a chance pode cair no colo do garoto que completará 19 anos no dia 18 de maio.

Thalles pode ganhar chance na decisão do CariocaAndré Mourão / Agência O Dia

Adilson ainda não tem a certeza de contar com Edmilson, que saiu do clássico com o Flamengo sentindo dores na coxa direita. O artilheiro do Carioca será reavaliado nesta terça-feira, mas a tendência é que não seja problema para a finalíssima do próximo domingo.

BARBIO E MONTOYA NO PÁREO

Para a vaga de Everton Costa, o treinador tem três opções. Willian Barbio e Montoya, que ajudam a recompor o sistema defensivo, ou Thalles, que dá mais força ofensiva ao time, que precisa vencer o jogo para se sagrar campeão.

“Thalles cumpre uma função parecida com a de Edmilson. A situação é idêntica à do jogo contra o Fluminense. Precisamos tirar a vantagem e temos mais 90 minutos para isso. Vamos trabalhar para vencer. O Vasco é muito forte e no domingo contamos com o apoio do nosso torcedor”, disse Adilson Batista.

Nesta segunda-feira, o novo contrato do atacante foi publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Agora, o jogador tem vínculo com o Vasco até junho de 2017. A multa rescisória é de R$ 120 milhões. O clube controla 70% dos direitos econômicos do jogador, dono dos outros 30%.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia