Por bernardo.argento

Rio - O atacante Everton Costa deu um susto nos torcedores que estavam presentes em São Januário na noite desta quarta-feira. No segundo tempo da partida entre Vasco e Resende, o atacante foi substituído, e passou mal no banco de reservas, logo após o Gigante da Colina abrir o placar, em gol marcado por Douglas, de pênalti.

"O Everton já estava com uma indisposição durante a partida, ele foi retirado do jogo. Apresentou uma queda de pressão e houve o episódio da convulsão, a gente chamou a ambulância para poder levá-lo e prestar o socorro devido no hospital", explicou médico do clube, doutor Cláudio de Luca em entrevista à Rádio Globo.

Everton Costa passou mal e foi levado para um hospital particularMárcio Mercante / Agência O Dia

O jogador foi socorrido para um hospital particular onde passará por exames. O médico do Vasco, Clóvis Munhos, afirmou que o atleta vai ficar em observação. Além disso, garantiu que Everton Costa passou por todos os testes necessários durante a pré-temporada do clube e não apresentou nenhum problema.

"Ele vai ficar internado por no mínimo 72 horas, mas esse tempo pode ser maior. E nós acreditamos, após conversas com os cardiologistas, que em torno de uma semana já vamos ter condições de relatar para vocês (jornalistas) com tranquilidade e clareza o que aconteceu, o que deu origem a esse mal súbito. Alguma coisa foi responsável por isso. Não temos indício algum no momento. É uma situação atípica, nem os cardiologistas entenderam. Ele é um bom atleta, que sempre passa por exames e tem bons resultados nos testes físicos. Fez pela última vez no dia 9 de janeiro e deu tudo normal. Caso contrário, não estaria jogando no Vasco. É uma situação que precisa ser investigada. Éverton não corre risco de vida. Mas ele não pode ter um problema desse e ir para o quarto. Precisa ser monitorado", finalizou Clóvis.


Você pode gostar