Ameaçado no cargo, Adilson Batista comanda treino do Vasco em Pinheiral

Após o quarto empate seguido na Série B, técnico cruzmaltino balança, mas diretoria dá voto de confiança pelo menos até a partida da próxima terça-feira, contra o Nova Esporte

Por rodrigo.hang

Rio - O quarto empate seguido do Vasco na Série B frustrou as pretensões da equipe, que tem a necessidade de se aproximar do G-4. Atualmente, o Cruzmaltino está na modesta 12ª colocação, com 11 pontos conquistados, cinco a menos que o ABC, o quarto colocado. Após o jogo contra a Portuguesa, neste sábado, o técnico Adilson Batista admitiu o baixo rendimento do time e assumiu a culpa pelo resultado. 

Jogadores do Vasco treinaram na manhã deste domingo%2C em Pinheiral%2C no CT João HavelangeDivulgação

Na manhã deste sábado, o técnico, que está ameaçado no cargo, comandou o treino no CT João Havelange, em Pinheiral. Adilson segue no cargo pelo menos até o jogo contra o Boa Esporte, na próxima terça-feira, em Varginha. A diretoria e o treinador conversaram e chegaram a um consenso de seguir com o trabalho até a última partida antes da paralisação da Série B para a Copa do Mundo. 

O técnico volta a comandar a atividade dos jogadores neste segunda-feira, já no estádio Dilzon Melo, em Volta Redonda. Em caso de resultado que não seja a vitória, na terça, Adilson Batista deve deixar o cargo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia