Decisão judicial recoloca eleição do Vasco para o dia 6 de agosto

Pleito havia sido remarcado para novembro, mas reviravolta fez com que eleições voltassem para a primeira data escolhida

Por pedro.logato

Rio - Mais uma reviravolto envolvendo as eleições no Vasco. Após ser adiado por conta de uma decisão do presidente da assembleia geral, Olavo Monteiro de Carvalho, para o dia 11 de novembro, o pleito voltou a ser marcado para o dia 6 de agosto. A medida judicial foi concedida pela juíza Ana Lucia Vieira do Carmo da 19ª vara Cível, nesta terça-feira. O processo foi movido por Rafael Landa Montenegro Nuno contra a decisão de Olavo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Após a mudança inicial da data, algumas chapas contestaram a alteração judicialmente. Na última segunda-feira, Eurico Miranda, Roberto Monteiro, Abílio Borges (presidente da assembleia geral) e Helio Donin (presidente do Conselho Fiscal), se reuniram em São Januário para fazer valer a data marcada do dia 6 de agosto.

Na tarde desta terça-feira, uma reunião da Junta Deliberativa (cinco poderes do Cruz-Maltino) está marcada e a eleição está em pauta.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia