Crise sem fim! Vasco perde para o ABC e é eliminado da Copa do Brasil

Gigante da Colina teve pouco poder ofensivo e mesmo precisando do resultado foi derrotado pelo time potiguar

Por bernardo.argento

Rio - A crise parece não ter fim em São Januário. Sem técnico após Enderson Moreira rejeitar a proposta do clube, o Vasco foi eliminado da Copa do Brasil ao perder para o ABC por 2 a 1, nesta terça-feira, na Arena Dunas. Mesmo precisando atacar para conseguir a vaga nas quartas de final da competição, a equipe comandada pelo treinador interino Jorge Luis não teve poder de fogo e pouco assustou à meta defendida por Gilvan. A exceção foi o tento marcado por Maxi Rodríguez, na segunda etapa, quando o time já perdia por dois gols de diferença.

A equipe potiguar, por sua vez, teve o mérito de explorar a falha defensiva da zaga cruzmaltina e abrir placar com Madson. Depois usou a bola parada para aumentar o marcador e carimbar a classificação para próxima fase. Ao Gigante da Colina resta juntar os cacos para disputa da Série B, onde está fora do G-4, em quinto lugar.

Agora, o ABC espera o vencedor de Cruzeiro e Santa Rita. O primeiro duelo terminou com vitória por 5 a 0 dos mineiros.

Vasco perdeu para o ABC por 2 a 1 e foi eliminado da Copa do BrasilDivulgação

O JOGO

O Vasco começou buscando o jogo, mas em uma bobeada da marcação acabou levando o primeiro gol. Madson apareceu sozinho na ponta direita, invadiu a área e bateu no canto, sem chances para Diogo Silva. No lance seguinte, veio a resposta. Kleber arriscou de longe e Gilvan espalmou para escanteio. O time potiguar se fechou à espera de um contra-ataque.

A tática deu certo e Denis Marques quase ampliou em arremate de longa distância. Aos 39, o arqueiro cruzmaltino apareceu novamente para evitar o segundo gol do ABC em chute de João Paulo. Mesmo tentando a reação, o Vasco esbarrava na falta de qualidade técnica e não criava oportunidades de perigo. Douglas saiu para o intervalo reclamando:

"(Está faltando) Aproximação. A gente está demorando a aproximar, querendo levar a bola no pé do companheiro, isso acaba prejudicando. A marcação chegando, e a gente errando. Tem que aparecer mais para o jogo, querer mais a bola, querer jogar. Se fazer isso a gente consegue chegar ao gol".

A revolta do meia com atuação da equipe não surtiu efeito. O Cruzmaltino voltou apático para segunda etapa e o ABC ampliou o marcador. Em jogada de bola parada (assim como na goleada para o Avaí no último final de semana), Marlon escorou para o fundo das redes: 2 a 0. Para piorar a situação, Douglas tomou o segundo amarelo e foi expulso.

Quando tudo parecia perdido, a sorte virou. Primeiro, Rogerinho foi expulso. Depois, Maxi Rodríguez, que entrou no lugar de Dakson, bateu da entrada da área, a bola desviou na zaga, encobriu o goleiro: 2 a 1. A partir deste momento a partida se tornou ataque contra defesa. O Vasco pressionava buscando o gol que faltava para conseguir a classificação. O ABC só saía no contragolpe.

Aos 32, Diego Renan apareceu livre pela direita, driblou o lateral, e soltou a bomba. A bola subiu muito e saiu pela linha de fundo. Rodrigo ainda tentou duas vezes de faltas em vão. Nos acréscismo, Douglas Silva driblou o goleiro, mas a defesa salvou em cima da linha e acabou com o sonho Cruzmaltino de conseguir a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Fim de jogo e crise sem fim em São Januário. 

ABC 2 X 1 Vasco:

Estádio: Arena das Dunas

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (São Paulo)

Gols: Madson (1ºT 12'), Marlon (2ºT 4'), Maxi Rodríguez (2ºT 13')

Cartões Amarelos: Diego (ABC), Douglas (Vasco), Guiñazu (Vasco), Diego Renan (Vasco), Aranda (Vasco), Douglas Silva (Vasco)

Cartões Vermelhos: Douglas (Vasco), Rogerinho (ABC)

ABC: Gilvan, Madson, Diego Jussani, Marlon e Samuel; Fábio Bahia, Daniel Amora, Júnior Timbó (Rogerinho) e Somália (Liel); João Paulo e Dênis Marques.

Vasco: Diogo Silva, Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva e Marlon (Lorran); Guiñazu, Aranda, Dakson (Maxi Rodríguez), Douglas, Montoya (Thalles) e Kleber.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia