Hora de reformulação no Vascão

Técnico, atletas e dirigentes vivem dias de incerteza

Por pedro.logato

Rio - Aos trancos e barrancos, o Vasco alcançou o seu objetivo e confirmou o retorno à Primeira Divisão do Brasileiro. Mas a campanha irregular na Série B, que culminou com as vaias da torcida após o empate por 1 a 1 com o Icasa, no Maracanã, acendeu o sinal de alerta na Colina para a próxima temporada. Além de Joel Santana, que ainda não sabe se continuará no comando, metade do grupo tem contrato terminando no fim do ano e a grande maioria não deve ser reaproveitada em 2015.

Joel quer permanecer no VascoAlessandro Costa

Sem dinheiro em caixa e tendo que disputar a Segunda Divisão, a diretoria do Vasco usou a criatividade para reforçar o time nesta temporada. No elenco, entretanto, 14 jogadores vão ficar sem vínculo no próximo mês. Com a mudança de gestão — Eurico Miranda assumirá a presidência no dia 2 —, a chance de grande parte de os atletas permanecerem já é considerada pequena nos bastidores de São Januário.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Na lista, estão André Rocha, Carlos César, Dakson, Diego Renan, Douglas Silva, Douglas, Edmilson, Everton Costa, Fabrício, Guilherme Biteco, Lucas Crispim, Maxi Rodríguez, Michel Alves (afastado desde o início do ano) e Pedro Ken.

“Um novo presidente vai assumir e, por isso, não podemos antecipar qualquer situação para 2015. Não sei nem se eu vou continuar. Mas será preciso ter inteligência para analisar as posições carentes para montarmos uma equipe competitiva, à altura do Vasco. O que é certo é que vamos ter de mexer no grupo”, admitiu o Papai Joel, que já deixou claro que tem a intenção de “morder o filé em 2015” após “roer o osso” na Série B.

As mexidas no Gigante da Colina devem ir além do gramado. O diretor-executivo Rodrigo Caetano e o diretor-geral Cristiano Koehler também não devem seguir na nova gestão. Por isso, nenhum jogador ainda foi procurado pela diretoria para negociar a renovação de seu contrato.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia