Com um a mais, Vasco vira, mas cede empate ao São Paulo no fim da partida

Tricolor paulista teve um zagueiro expulso ainda no primeiro, mas buscou a igualdade; Cruzmaltino segue na lantena

Por edsel.britto

São Paulo - A saga do Vasco contra o rebaixamento continua e a equipe conseguiu aumentar a série invicta no Brasileirão neste domingo para oito jogos sem perder. Porém, o gosto que fica é amargo. Após sair atrás no placar, o Cruzmaltino conseguiu a virada jogando com um a mais desde o primeiro tempo, mas em um vacilo no fim, permitiu o empate do São Paulo por 2 a 2 no Morumbi. O resultado mantém os cariocas na lanterna.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Luis Fabiano abriu o placar no Morumbi logo no primeiro minuto para o São Paulo. Nenê, de pênalti, empatou. O lance ainda resultou na expulsão de Matheus Reis. No segundo tempo, Rodrigo virou a partida para o Vasco, mas Rodrigo Caio empatou para o Tricolor paulista já no fim da partida, mesmo com um a menos.

Mesmo com um a mais%2C o Vasco vacilou e permitiu o empate do São Paulo no fim da partidaRuben Chiri/saopaulofc.net/Divulgação

O empate deixa o Vasco de novo na lanterna do Brasileirão com 29 pontos, mas encurta a distância para o 16º colocação para apenas quatro pontos. No próximo domingo, o Cruzmaltino encara o Grêmio, às 17h, no Maracanã. Já o São Paulo vai aos 47 pontos, sai do G-4 e cai para o 6º lugar. No mesmo dia e horário que os cariocas, o Tricolor encara o Coritiba, no Couto Pereira.

O JOGO

Embalado pelo sete jogos sem vencer e tentando sair da lanterna, o Vasco tinha um grande desafio pela frente: o São Paulo, no Morumbi. E começou a partida da pior maneira possível. Antes mesmo de completar um minuto de bola rolando, Luis Fabiano não perdoou a falha de Rodrigo e dentro da área bateu sem chances para Martín Silva, abrindo o placar na capital paulista.

Apesar de sair atrás no placar, o Vasco não se abalou e saiu para o ataque buscando o empate, mas esbarrou nas próprias limitações. Aos 7, Nenê teve a chance de igualar o marcador, mas parou nas mãos de Rogério Ceni. A resposta do São Paulo foi imediata com Thiago Mendes que obrigou Martín Silva a trabalhar. O uruguaio também voltou a aparecer para segurar cabeçada de Rogério.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

Dando espaços nas defesa, o Vasco até via o São Paulo chegar ao ataque com condições, mas a equipe paulista era displicente e não conseguia concretizar. Atento e organizado, o Cruzmaltino chegava com perigo. Aos 33, Jorge Henrique recebeu de Andrezinho cara a cara com Rogério Ceni, mas perdeu a passada e chutou em cima do goleiro.

Porém aos 43, a sorte dos cariocas mudaram de vez na partida. Madson fez boa jogada pela direita e na hora de cruzar, a bola parece ter batido no braço de Matheus Reis. Pênalti assinalado e vermelho para o jogador do São Paulo que já tinha cartão amarelo. Na cobrança, Nenê bateu com categoria e fez o seu sexto gol no Brasileirão.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Brasileiro

Com a vantagem numérica, o Vasco voltou para o segundo tempo mais organizado, agressivo e criando chances uma atrás da outra, principalmente nos pés de Nenê, que abusou de perder oportunidades. Porém, aos 17, Rodrigo não jogou fora a bola que teve e testou a cobrança de escanteio de Nenê para o fundo das redes: 2 a 1.

A partir do gol, o Vasco chegava como um rolo compressor e dominava a partida. Em um espaço de dez minutos, o Cruzmaltino criou quatro boas chances, três com Nenê e duas com Rafael Silva, umas delas parando no travessão.E como diz o ditado do futebol: Quem não faz, leva. E o Gigante foi castigado já no fim da partida. Aos 42, Rodrigo Caio aproveitou cruzamento de Centurión e completou para o gol. No Fim, o São Paulo ainda esboçou uma pressão, mas o empate já estava definido.


FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2x2 VASCO

Estádio: Morumbi
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva
Gols: Luis Fabiano (São Paulo, aos 1' do 1ºT), Nenê (Vasco, aos 44' do 1ºT), Rodrigo (Vasco, aos 17' do 2ºT), Rodrigo Caio (São Paulo, aos 42' do 2ºT)
Cartões Amarelos: Matheus Reis (São Paulo) e Luan (Vasco)
Cartões Vermelhos: Matheus Reis (São Paulo)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Bruno, Lucão, Luiz Edurado e Matheus; Rodrigo Caio, Thiago Mendes e Ganso; Rogério (Reinaldo, intervalo), Luis Fabiano (Alan Kardec, aos 22' do 2ºT) e Alexandre Pato (Centurión, aos 29' do 2ºT). Técnico: Doriva

VASCO: Martín Silva, Madson, Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Bruno Gallo, Julios dos Santos (Diguinho, aos 12' do 2ºT), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Rafael Silva, aos 7' do 2ºT) e Leandrão (Herrera, aos 35' do 2ºT). Técnico: Jorginho


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia