‘Vovô’ Nenê faz a festa da garotada em São Januário

Aos 34 anos, meia dá conselhos a futuros craques: ‘Espero ser um exemplo’

Por pedro.logato

Rio - Ao mesmo tempo em que ouvia seu nome ser gritado em uníssono, Nenê sofria marcação cerrada. Não era no campo, mas em uma quadra de futsal, onde viveu boa parte de sua infância e adolescência. Em vez de zagueiros, o camisa 10 vascaíno encarou as crianças da escolinha de futsal do clube e deu um show de simpatia em uma palestra do projeto “Papo da Colina”, no qual jogadores profissionais conversam com as categorias de base. Foi uma chance de voltar às origens e de mostrar porque é um ídolo vascaíno.

“Futsal é muito importante para um jogador. Você aprende a pensar rápido, joga em espaço curto, apura a técnica. Eu joguei futsal até os 17 anos”, apresentou-se Nenê para as crianças das equipes sub-6 até a sub-13: “Espero ser um exemplo para vocês”, completou.

Nenê foi cercado por dezenas de crianças na quadra de futsal em São JanuárioPaulo Fernandes/Vasco.com.br

Os conselhos e as histórias de como chegou até o Vasco foram apenas uma parte do encontro de ontem. Os garotos e os pais presentes no ginásio puderam ver não apenas o ídolo, mas também uma ‘criança grande’. Além das lembranças de quando era um menino do futsal, Nenê aproveitou o momento para se divertir. Riu muito, pulou, fez caretas, escondeu-se de um grupo para tirar fotos para logo depois soltar uma gargalhada e organizou uma verdadeira algazarra na quadra. Foi uma festa, mas teve momentos sérios. “Vocês têm que continuar dessa maneira, divertindo-se porque são crianças. Têm que obedecer seus pais e ir em busca de seus sonhos. Mas não podem deixar de estudar. Isso é muito importante, ouvir sempre os professores”, explicou o astro vascaíno.

Apesar do futuro distante nos gramados, a garotada já se preocupa em chegar à idade de Nenê no mesmo nível. Com olhos atentos a todas as palavras, elas queriam descobrir e seguir os segredos do ídolo. Mas a inocência da idade também pregou peça para uma pergunta séria. Um pequeno vascaíno quis saber: “O que Nenê faz para jogar em alto nível com essa idade que tem (34 anos)?”

O craque se divertiu e não perdeu a piada. “Fui chamado de velho (risos). Eu sempre me cuidei. Para se manter em alto nível tem que fazer tudo direito”, afirmou.

Houve até quem se preocupasse com a saída do ídolo de São Januário. E a pergunta pegou de surpresa: “Se o Barcelona te chama você ficaria no Vasco?” Mas Nenê tratou de driblar o pequeno marcador:

“Pergunta complicada... O Barcelona é um dos grandes, não seria problema ir, mas não penso nisso agora. Penso no Vasco.”

Colaborou Sarah Borborema

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia