Jorginho lamenta expulsão na derrota e critica a arbitragem: 'Não foi segura'

Técnico teve de deixar o campo da Ressacada por conta do excesso de reclamações após marcação do pênalti para o Avaí

Por renata.amaral

Santa Catarina - A derrota por 2 a 1 para o Avaí rendeu uma chuva de cartões amarelos ao time do Vasco. Mas o maior prejuízo foi a expulsão de Jorginho, no segundo tempo. O técnico teve de deixar o campo por conta do excesso de reclamações após o pênalti inexistente marcado pelo árbitro, a favor do Avaí - Rodrigo cometeu falta, mas fora da área. Ao fim do jogo, o técnico cruzmaltino seguiu fazendo reclamações à arbitragem da partida na Ressacada.

"Eu queria perguntar a vocês. Foi pênalti no fim? Não foi pênalti deles antes. É claro. Eu nunca fui agressivo com a arbitragem. Ele expulsar dois treinadores que são completamente da paz, você vê o nível do jogo que foi hoje. Escalaram um árbitro de Goiânia. Estamos disputando a primeira posição com um time de Goiás. A arbitragem não foi segura. Foi confusa. Lamento porque foi determinante no resultado. É o que eu acho", reclamou Jorginho, que lembrou que Silas, técnico do Avaí, também foi expulso.

O Vasco amargou a quarta derrota na Série B, a segunda consecutiva, mas segue na liderança da competição. O Cruzmaltino tem os mesmos 28 pontos do Atlético-GO, mas ganha no número de vitórias. Na próxima rodada o time da Colina encara o Brasil de Pelotas, no sábado, às 18h30, em São Januário.

Jorginho lamentou sua expulsão na derrota do Vasco para o AvaíDivulgação


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia