Por luis.araujo

Rio - Em seu primeiro bate-papo com os jornalistas na função de vice-presidente de futebol do Vasco, Eurico Brandão mostrou a que veio. Durante uma hora e 10 minutos, falou com desenvoltura sobre o clube, garantiu estar capacitado para o trabalho, mandando um recado claro aos opositores, e mostrou sintonia com o novo gerente de futebol, Anderson Barros.

Eurico Brandão concedeu entrevista coletiva sobre o planejamento da equipe vascaína Paulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

Em tom enigmático, a dupla declarou que espera anunciar até o fim do ano pelo menos cinco reforços. Sete atletas serão dispensados, mas não foram revelados nomes.

“Buscamos jogadores que venham para ser titulares. Estamos em negociações avançadas com atletas, acho que de 80% a 90% passaram pelas seleções de seus países. São perfis interessantes”, disse Euriquinho.

O dirigente também adiantou que a média de idade da equipe vai cair e que a base do clube terá atenção especial.

“Vamos investir muito seriamente na base. Temos cinco ou seis atletas que têm um grande potencial. Um exemplo é o Douglas Silva, que nos deu uma grande resposta. Vamos buscar outros que nos deem o mesmo retorno”, argumentou.

Mesmo sendo evasivos em relação a nomes, a dupla deixou escapar que uma das cinco negociações envolve um ex-vascaíno (especula-se que seria Diego Souza) e que medalhões como Luis Fabiano e Everton Ribeiro são sonhos possíveis. “Sim, caberiam no orçamento do clube”, avisou Euriquinho. 

Durante a entrevista, Anderson confirmou que Marcelo Mattos e Julio dos Santos renovaram os contratos e que o técnico Cristóvão Borges aprovou todas as negociações em curso.

Você pode gostar