Ibovespa cede à realização de lucros e cai 0,10%

Índice foi impactado pela ação da Petrobras. Após o fechamento do pregão, o Ibope mostrou Dilma à frente de Marina no 1º turno

Por parroyo

O movimento de realização de lucros prevaleceu no pregão desta quarta-feira e o Ibovespa fechou em queda de 0,10%, aos 61.837 pontos, pressionado pelas ações das estatais. O giro financeiro foi de R$ 9,8 bilhões.

Após o encerramento da sessão, o Ibope divulgou uma nova pesquisa na qual Dilma Rousseff ( PT) aparece com 37% das intenções de votos,  Marina Silva (PSB) com 33% e Aécio Neves (PSDB) com 15% no primeiro turno. Na pesquisa anterior do instituto, Dilma liderava com 34%, contra 29% de Marina, enquanto o tucano tinha 19%. Em um eventual segundo turno, Marina ganharia de Dilma por 46% a 39%. O Datafolha também pode divulgar, a partir desta quarta-feira, um novo levantamento.

“O Ibovespa passou por um ajuste no qual os investidores embolsaram parte dos ganhos da Petrobras (o papel PN acumula alta de 49,2% no ano). Houve também um provável movimento de migração do setor de educação para outros setores, como o de siderurgia, cujas empresas ainda não acompanharam o rali de alta da bolsa”, afirmou o analista da Octo Investimentos Roberto Indec.

À frente dos ganhos, Usiminas PNA subiu 5,24%. O Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) dos setores industrial e de serviços da China avançou para 52,8 pontos em agosto – números acima de 50 pontos mostram expansão da atividade -, o que, de acordo com Indec, elevou os ganhos das siderúrgicas e da Vale. O papel preferencial da mineradora avançou 0,90%. Na ponta negativa, BR Malls recuou 2,95%, seguida por Petrobras PN, com queda de 2,48%. Banco do Brasil ON, por sua vez, perdeu 1,49%.

Na agenda, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) divulga nesta noite a decisão sobre a taxa básica de juros. A expectativa predominante é que a autoridade monetária mantenha a Selic em 11% ao ano. “Se o quadro de recessão técnica – confirmado pelo recuo do PIB no segundo trimestre – sugere pouco espaço para novas elevações de juros, por outro lado, a inflação muito próxima ao teto da meta também não permite um corte na taxa Selic”, avaliaram os analistas do Santander Leonardo Milane e Ricardo Peretti, em relatório.

No entanto, Indec ressalta que o mercado deixou o Copom em segundo plano. “A eleição, que pautou o desempenho do Ibovespa nas últimas semanas, continua sendo prioridade. Os investidores estão de olho nas pesquisas para decidir posições. Das 11 ações que mais subiram no ano, nove têm o movimento pautado pelo pleito”, afirmou o analista, para quem o atual cenário, no qual Marina Silva (PSB) aparece à frente dos opositores nos últimos levantamentos, atrai ainda mais investidores estrangeiros para a bolsa.

De acordo com o balanço de operações divulgado nesta quarta-feira pela BM&FBovespa, os investidores estrangeiros lideraram a movimentação financeira no segmento Bovespa em agosto, com participação de 49,06%. Houve avanço frente os 47,49% verificados em junho.

Nos Estados Unidos, mesmo com o abrandamento das tensões entre Rússia e Ucrânia e o avanço de 10,5% nas encomendas de bens manufaturados em julho, as bolsas terminaram em direções opostas. O Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) divulgou ainda o Livro Bege, relatório mensal, que avaliou o crescimento da economia como “de modesto a moderado”. O Dow Jones subiu 0,06%, o S&P caiu 0,08% e o Nasdaq teve queda de 0,56%.

No mercado de câmbio, o dólar recuou 0,19%, cotado a R$ 2,236 na venda.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia