Ibovespa ganha fôlego e sobe mais de 1%

Após acumular perdas de 6% nos últimos dois pregões, bolsa ensaia recuperação. Dólar sobe, cotado a R$ 2,48

Por parroyo

Depois de cair duas vezes seguidas e acumular perdas de 6%, o Ibovespa ensaia uma recuperação nesta quarta-feira. A última pesquisa do Datafolha confirmou os quatro pontos de vantagem de Dilma Rousseff (PT) sobre Aécio Neves (PSDB) na corrida eleitoral. Como o resultado já havia impactado os negócios na véspera, os investidores seguem o bom humor externo e, por volta das 13h, o principal índice da Bovespa subia 1,24%, aos 53.082 pontos.

À frente dos ganhos, Copel PNB subia 4,09%. Na contramão, ALL ON tinha queda de 1,80%. Entre as estatais, Petrobras PN avançava 2,76%, Banco do Brasil ON subia 0,50% e Eletrobras ON recuava 0,32%.

Na agenda, o IBGE apontou menor crescimento do setor de serviços em setembro, 4,5%. Em julho, o indicador havia avançado 4,6%. A desaceleração reflete o ritmo menor de alta dos segmentos de informação, comunicação, serviços de transporte e correios.

Nos Estados Unidos, as bolsas operavam no azul em meio à divulgação de resultados corporativos. Na agenda, o índice de preços ao consumidor teve leve alta de 0,1% em setembro. Por volta das 13h, o Dow Jones subia 0,05%, o S&P avançava 0,18% e o Nasdaq tinha ganhos de 0,19%.

No mercado de câmbio, o dólar avançava 0,12%, cotado a R$ 2,48 na venda.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia