Ibovespa opera no vermelho pressionado pela Vale

Ação da mineradora perde mais de 3% ao refletir queda no preço do minério de ferro. Dólar sobe, cotado a R$ 2,58

Por parroyo

O Ibovespa opera no vermelho nesta sexta-feira pressionado principalmente pelos papéis da Vale, que refletem a queda no preço do minério de ferro. Por volta das 13h, o principal índice da Bovespa caía 1,29%, aos 48.806 pontos.

As ações da Vale eram destaque na ponta negativa, com queda de 3,62%. Marfrig, por sua vez, liderava as perdas com desvalorização de 4,91%. À frente dos ganhos, Oi PN subia 6,35%. Ontem, os acionistas da Portugal Telecom aprovaram a venda de ativos portugueses da companhia por € 7,4 bilhões ao grupo francês Altice, o que irá diminuir o endividamento da Oi e abriram caminho para uma possível oferta pela Tim participações.

As ações preferenciais da Petrobras recuam 0,98% e devolvem parte dos ganhos recentes. O Conselho de Administração da companhia foi chamado para uma reunião nesta sexta-feira e a expectativa do mercado é que sejam discutidos os detalhes da publicação do balanço, que deve ser divulgado na próxima terça-feira já com as baixas referentes à corrupção.

Na agenda, a prévia do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), índice oficial de inflação, acelerou 0,89% pressionado principalmente por alimentação e bebidas. Em 12 meses, o indicador superou o teto da meta ao acumular alta de 6,69%.

Nos Estados Unidos, as bolsas abriram em direções opostas. O Dow Jones recuava 0,20%, o S&P perdia 0,25% enquanto o Nasdaq tinha leve ganho de 0,06%.

No mercado de câmbio, o dólar subia 0,35%, cotado a R$ 2,583 na venda.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia