Controle de ponto móvel é aposta para condomínios

Inovador, sistema eletrônico pode ser instalado em celular, tablet ou computador

Por Marina Cardoso

Condomínios estão adotando relógio de ponto móvel
Condomínios estão adotando relógio de ponto móvel -

Rio - É comum alguns condomínios terem um fluxo intenso de entrada e saída de funcionários. Nesses casos, fica difícil para as administradoras controlarem, à distância, a jornada de trabalho dos empregados dos prédios. Uma novidade, no entanto, promete resolver esse problema: a adoção do relógio móvel de controle de ponto.

Trata-se de um sistema que pode ser disponibilizado em aplicativos instalados no celular, no tablet ou mesmo no computador pessoal. Os funcionários registram os horários de entrada, saída e a pausa para o almoço. A marcação pode ser feito de qualquer lugar, sem a obrigatoriedade de locomoção até um local físico para o registro. Todas as informações registradas são enviadas em tempo real para o gestor.

De uma forma simples e segura, esse tipo de sistema pode auxiliar empresas terceirizadas e administradoras de condomínios, já que oferece uma organização completa da jornada de trabalho dos funcionários, deixando o cartão de ponto manual ou os livros de registro para trás.

Mais comodidade

Com o avanço dessa tecnologia, companhias como a PontoTel criaram sistemas cuja finalidade é solucionar o problema das empresas que possuem funcionários trabalhando externamente. "Identificamos a necessidade que o mercado apresentava em relação à gestão de pessoal. Criamos um sistema que facilita a administração do controle de frequência de empresas. Com isso, as administradoras de condomínio podem registrar, de forma mais atualizada, a entrada e saída de funcionários", diz o diretor da PontoTel, Pedro Pimenta.

O vice-presidente do Secovi-Rio, Leonardo Schneider, apoia a utilização do novo modelo. "Se for uma tecnologia de baixo custo que não prejudique o bolso dos condôminos e que ainda possa ajudar os funcionários, acredito que seja algo que virá para o bem. Além do fato de um serviço como esse facilitar em muito a gestão do condomínio", afirma.

"É bom lembrar, ainda que, quando estamos tratando de condomínios, o fato de que apenas aqueles que têm mais de dez empregados estão obrigados a fazer o controle de ponto", conta Solange Santos, gerente do departamento Jurídico do Secovi-Rio.

O que diz a legislação?

Não existe uma lei específica para adoção de ponto eletrônico em condomínios. Mas, justamente para englobar todos os novos modelos de trabalho e empresas, o Ministério do Trabalho sancionou, em 2011, a Portaria 373. Ela regulamentou o uso de sistemas alternativos de controle nos empreendimentos. Essa medida foi criada para auxiliar as empresas, visto que as mudanças nas relações de trabalho implicaram na necessidade da ampliação de novas alternativas para o controle da jornada.

Galeria de Fotos

Condomínios estão adotando relógio de ponto móvel fotos Divulgação
Empresas investem em alternativas para controle de jornada de pessoal Divulgação

Comentários

Últimas de Imóveis e Casa