Spots e trilhos continuam em alta entre as dicas de iluminação para o lar

Especialistas dão dicas para ajudar o morador a aplicar os materiais dentro da residência

Por Marina Cardoso

Na imagem, a cozinha recebeu uma iluminação com luzes escondidas no forro e também spots
Na imagem, a cozinha recebeu uma iluminação com luzes escondidas no forro e também spots -

Rio - Não tem nada mais agradável do que um espaço bem iluminado. A escolha adequada dos pendentes, lustres, luminárias e spots, em conjunto com a lâmpada mais econômica, cria uma composição que possibilita um ambiente confortável e charmoso. Especialistas em busca da iluminação ideal dão dicas para ajudar o morador a aplicar os materiais que mais combinam com o perfil de cada lar.

A primeira dica é que uma casa bem iluminada não quer dizer cheia de luz, mas sim com um projeto bem elaborado e organizado. Para isso, é preciso pensar na distribuição das luminárias pelos forros, paredes e pisos, para quem quiser aproveitar todos os cantinhos da casa. Um material que virou o queridinho da decoração é o spot, peça que fornece uma luz mais direcionada e decorativa. "É um tipo de peça neutra e mais 'limpa', pois desaparece na decoração, já que é um material sem borda, para só aparecer a lâmpada", explica a arquiteta Cristiane Schiavoni.

Quando os arquitetos podem trabalhar com uma decoração mais elaborada, há a opção de investir em trilhos e spots externos. "Os trilhos hoje permitem que a gente possa distribuir neles vários tipos de luminárias, desde os spots tradicionais, até pendentes maravilhosos", avalia a arquiteta Karina Korn.

Além dos spots, os pendentes também estão cada vez mais em alta. Há opção de tubulares, industriais e os mais clássicos.

LED em alta na iluminação

Cada vez mais se ouve falar em sustentabilidade. E é possível investir em um projeto mais verde. Para isso, o morador deve optar por lâmpadas de LED. "Esse tipo de lâmpada tem consumo muito menor do que a convencional", compara Karina Korn.

Para as peças decorativas, as luminárias LED também têm vez. "Temos modelos que imitam lâmpada de filamento de carbono e que dão um efeito bacana", explica Cristiane Schiavoni. Segundo a arquiteta, antes se usava luminárias que escondiam as lâmpadas. Agora, é o contrário, já que o fio tem feito parte do design.

Além de substituir as lâmpadas por LED, uma dica para evitar o consumo excessivo é verificar a fiação. A parte elétrica pode estar defasada, afetando segurança e consumo. "A fiação e quadro de luz podem estar antigos. Por isso, é importante atualizar a rede elétrica", conclui Cristiane.

 

Galeria de Fotos

Na imagem, a cozinha recebeu uma iluminação com luzes escondidas no forro e também spots Divulgação
Em uma outra cozinha, o morador investiu em spots e em pendentes que dão o tom da iluminação Divulgação

Últimas de Imóveis e Casa