Imóveis sem ninguém no Carnaval podem ficar suscetíveis a invasores

Para isso, especialistas recomendam ações para não ter dor de cabeça na volta do feriado

Por O Dia

Moradores devem deixar o contato de alguém próximo em caso de alguma emergência
Moradores devem deixar o contato de alguém próximo em caso de alguma emergência -

Rio - Quem planeja viajar durante o período de Carnaval e vai deixar a casa sem ninguém deve estar atento para alguns cuidados em relação à segurança da residência. O imóvel pode se tornar um alvo fácil para invasores. Por isso, é recomendável os moradores se precaverem a fim de evitar problemas dentro do imóvel. 

De acordo com Anna Carolina Chazam, gerente da administradora Estasa, é importante deixar um aviso na portaria informando sobre a ausência dos moradores. “Os moradores devem comunicar que o apartamento está vazio e deixar o contato de alguém próximo que possa ser acionado em caso de emergência. Assim, a portaria ficará mais atenta”, afirma.

Além disso, o Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) também orienta deixar a chave de casa com esse amigo e que o morador avise algum vizinho sobre a ausência momentânea da família, pois ele poderá ficar de olho em alguma movimentação irregular na residência.

Há, ainda, orientações óbvias, mas que às vezes os moradores podem esquecer, como fechamento dos registros de água e gás, verificação de portas e janelas trancadas e desligamento do quadro geral de luz.

Outra recomendação é a criação de um livro de registro de prestadores de serviços ou visitantes, assim a portaria terá o registro de todas as pessoas que entraram no prédio. Para isso, é importante anotar nome completo, identidade e CPF. “Qualquer situação estranha o porteiro deve contatar o síndico e se necessário acionar a polícia imediatamente”, afirma Anna Carolina.

Entrega de encomendas 

Além dos cuidados apontados pelos especialistas, há outras alternativas para não deixar a casa visada nos dias de folga dos moradores. Para isso, é importante não acumular sujeira em casas com quintais aparentes e jornais, revistas ou outro tipo de encomenda na porta da residência.

Para evitar o acúmulo dos documentos na porta de casa, é interessante o morador pedir para as  correspondências serem entregues na portaria do condomínio. Já em relação aos jornais e revistas,  o dono do imóvel pode pedir para não ocorrer a entrega nos dias de Carnaval.

De acordo com Amilton Saraiva, especialista em condomínios da GS Terceirização, os moradores devem evitar luzes acessas durante todo o dia. “Não é recomendável deixar luzes acessas 24h, pois dá a impressão de casa vazia”, explica Saraiva.

Comentários