Cheque caução é a forma de garantia de aluguel favorita dos cariocas

Segundo o portal ZAP, a opção é a número um com 50% das intenções

Por Marina Cardoso

A modalidade de garantia consiste no pagamento de um valor combinado entre o inquilino e o proprietário
A modalidade de garantia consiste no pagamento de um valor combinado entre o inquilino e o proprietário -
Rio - A etapa de pagamento de um imóvel é um momento importante para o fechamento do negócio. Analisar e definir a forma que mais se adequa ao bolso do consumidor é fundamental para não passar por apuros. Para os moradores do Rio, na hora de alugar um imóvel, a opção de depósito ou cheque caução é a número um com 50% das intenções, segundo pesquisa inédita do portal imobiliário ZAP, empresa do Grupo ZAP.
Para a economista do Grupo ZAP, Deborah Seabra, o ranking reforça o fato do locatário buscar opções menos burocráticas o que dificultem o aluguel do novo imóvel. “Em um país com números elevados de inadimplência, alternativas que fogem da burocracia ganham força e se adequam mais a realidade social
dos grandes centros”, afirma.
Depósito
Depósito ou cheque caução é uma modalidade de garantia de locação que consiste no pagamento de um valor combinado entre o inquilino e o proprietário. Segundo os especialistas, geralmente o equivalente a três meses de aluguel. 
De acordo com Rodrigo Ribeiro, especialista em Direito Imobiliário, a opção é mais  garantida para o dono do imóvel. “Para o locador, é uma forma de garantia mais segura na medida que o dinheiro estará disponível para ele, caso o locatário não realize os pagamentos”, explica. O valor também pode servir como parte de garantia sobre um possível causado ao imóvel.
Especialista de Inteligência de Mercado do Grupo ZAP, Joana Felix explica que a garantia também é válida para o locatário. “Ao final do contrato, o valor é devolvido ao inquilino com correção da poupança ou ainda pode ser usado para abater os alugueis finais”, afirma Joana Felix, especialista de Inteligência de Mercado do Grupo ZAP. 
A pesquisa foi realizada durante o primeiro trimestre de 2019, com 600 entrevistados residentes no Estado do Rio.
Escolha na compra
A pesquisa feita pelo portal ZAP também levantou as formas de pagamento favoritas para compra de  imóveis. A opção mais considerada é ‘entrada mais financiamento bancário’, com 30% da preferência, seguida do ‘uso do FGTS mais financiamento bancário’ (22%) e do ‘pagamento à vista’ (21%). As casas são as mais desejadas para compra (64%), à frente dos apartamentos (25%). O valor mediano desejado para compra foi de R$179 mil.
Por fim, a pesquisa mostrou que as mulheres lideram a busca de imóveis no Rio de Janeiro, seja para locação ou compra, com 64% e 55%, respectivamente. A média de idade é de 43 anos, para compra, e 41 anos, para locação.
 

Comentários