Confira dicas de especialistas para investir no quartinho para a chegada do bebê

Como as crianças crescem rapidamente, a primeira dica das especialistas é investir em um quarto atemporal

Por Marina Cardoso

A aposta é investir em um quarto atemporal: com cores neutras para não precisar modificar conforme a criança for crescendo
A aposta é investir em um quarto atemporal: com cores neutras para não precisar modificar conforme a criança for crescendo -
Rio - Decorar o quarto do bebê é um momento muito especial para as mamães e papais já se conectarem com a criança antes da chegada. A hora da escolha de cores, móveis, quadros e outros objetos pode parecer uma tarefa um pouco complicada para os pais de primeira viagem, mas nada melhor que a ajuda de especialistas, com dicas de como montar o cômodo para resolver essas dúvidas.
Como as crianças crescem rapidamente, a primeira dica das especialistas é investir em um quarto atemporal. “É bacana os pais empregarem soluções que acompanhem o crescimento da criança, com iluminação, revestimento e textura básicas, pois não precisará refazer e gastar ainda mais com os anos”, afirma a arquiteta Rachel França.
Algumas das novidades para esses quartos são as pinturas decorativas, fugindo do tradicional, e revestimentos, como tijolo de gesso, que antes eram usados só na sala. “Para a paleta de cores, sugiro as pastéis e metálicas. O cinza claro também está muito em alta, quando combinado a outros tons, como o rose gold”, explica a paper designer Fabiani Christine.
Outra indicação é otimizar o cômodo. Como costumam ser pequenos, as especialistas sugerem poucos mobiliários. “Nesse caso, menos é mais. A mãe precisa de espaço para trocar fraldas, ninar o bebê, fazer o neném arrotar”, afirma Fabiani. Pensando nisso, basta investir em um berço, cômoda e uma cadeira de amamentação, que já fazem o quarto ficar prático e bonito.
SEM PESAR NO BOLSO
Para evitar gastos maiores no projeto do quarto da criança, as especialistas propõem dicas para não pesar tanto no bolso. Para montar um tijolinho na parede, ele pode ser reaproveitado com restos de pisos.
Ainda é possível enfeitar a cortina de uma nova forma. “Para cortar custos, podemos customizar, por exemplo, o varão da cortina e do porta fraldas. Caso alguém tenha ele branco ou com clores claras, é possível pintar com spray para dar um ‘novo ar’”, explica a arquiteta Gizelle Leite.
Por fim, a última dica é empregar iluminação indireta quente, que ajuda a criar um clima acolhedor. “Luminárias e arandelas tem o preço bem acessíveis e deixam o ambiente aconchegante, dando um charme ao quarto, seja ele de qualquer tamanho”, conclui a especialista.

Comentários