Redes de proteção em casa - Divulgação
Redes de proteção em casaDivulgação
Por O Dia

Quem tem crianças e animais de estimação em casa sabe da necessidade de contar com utensílios para garantir a segurança. Uma dessas medidas é a instalação de redes de proteção nas janelas e varandas, principalmente em locais altos que ofereçam risco de quedas e, assim, evitar qualquer tipo de acidente dentro de casa. Especialistas indicam a importância de se certificar da seriedade da empresa contratada, além de usar o material mais resistente às intempéries.

O primeiro é observar em quais lugares da casa ou do apartamento que a rede de proteção é necessária. Ela é muito utilizada em sacadas, varandas, mezaninos, escadas, parapeitos, janelas dos quartos, cozinhas e salas. "O mecanismo evita quedas de pessoas, animais e objetos, além de impedir a entrada de pássaros e morcegos dentro dos imóveis", afirma o designer de interiores Henrique Freneda.

As telas podem ser feitas de dois materiais: poliamida (nylon) e polietileno. A primeira, que se assemelha a um tecido, não é impermeável, assim absorve água e impurezas externas. Por isso, ela é indicada para ambientes internos. Já o segundo é mais resistente e durável, sendo indicado para varandas e janelas.

Para evitar dores de cabeça, é preciso contratar empresas especializadas na instalação das redes de proteção. O mais importante durante este processo é tensionar corretamente as tramas para garantir a assistência contra quedas e acidentes.

Cada ambiente tem as suas especificações. Os pontos de fixação dos ganchos e buchas sofrem mudanças dependendo do material (estrutura metálica, alvenaria, madeira). Porém, a distância de, no máximo 35 cm, deve ser respeitada rigorosamente.

Menos ao sol, mais durável
Publicidade
Para verificar a credibilidade do serviço que será contratado, o aconselhável é checar se a empresa está filiada à Associação Brasileira de Empresas Técnicas em Instalação de Redes de Proteção e Segurança (Abrasredes). 
Sobre a durabilidade, quanto menos exposta ao sol, maior será a segurança da rede de proteção. "Porém, os fabricantes devem assegurar, no mínimo, três anos de inflexão. Tomando os cuidados necessários, a vida útil pode chegar a oito anos", indica Henrique Freneda.
Publicidade
Para limpar a peça, basta utilizar sabão ou detergente neutro em um pano úmido. Produtos químicos como água sanitária e sapólio podem corroer o material.
No mercado existem nove cores de redes de proteção: branca, preta, prata, cristal, azul, marrom, verde, amarela e areia. Em condomínios, por exemplo, o morador deve perguntar ao síndico ou à administradora se existe um padrão, já que alguns prédios exigem que as telas apresentem tom e modelo específicos em todos os apartamentos.
Publicidade
Você pode gostar
Comentários