Serra Imperial, viagem pela História do Brasil

Clima agradável, belos edifícios, monumentos e gastronomia são alguns dos atrativos

Por O Dia

Quitandinha é um dos cartões-postais  mais visitados de Petrópolis
Quitandinha é um dos cartões-postais mais visitados de Petrópolis -

A fundação da cidade de Petrópolis, no século XIX, está intimamente ligada ao Imperador D. Pedro I e ao Pe. Correia. Desde que o Imperador pernoitou na fazenda do padre, de passagem pelo Caminho do Ouro que o levaria às Minas Gerais, ficou encantado com a exuberância e amenidade do clima. Foi seu desejo, então, adquirir a propriedade para seu uso e, em especial, para o tratamento de sua filha, Princesa Dona Paula Mariana, de cinco anos, sempre muito doente e que se recuperou bem quando lá esteve.

Hoje a região tem belos edifícios e monumentos, muitos parques e também uma cena gastronômica invejável. Caminhar pelo centro histórico de Petrópolis é como voltar aos tempos do Império brasileiro.

Uma visita ao Museu Imperial é fundamental. Aliás, o ideal é fazê-la em duas vezes: uma durante o dia, para conhecer todo o inestimável acervo da residência oficial da realeza na serra (o uso do guia de áudio é ótimo, pois o narrador vai contando curiosidades e detalhes dos objetos mostrados à medida em que você caminha), e outra à noite, quando acontece o espetáculo de luzes, sons e água com efeitos especiais, contando a história da cidade e do Império.

O Palácio Rio Negro e o Palácio de Cristal são dois outros importantes monumentos que devem ser visitados em Petrópolis. E entre um atrativo e outro, uma parada num dos ótimos cafés e restaurantes da cidade. IMPONÊNCIA O Palácio ou Hotel Quitandinha, na zona sul de Petrópolis, foi construído a partir de 1941 para ser o maior cassino hotel da América do Sul. Em 2007, a parte administrativa do prédio - incluindo os diversos salões e áreas de lazer, com exceção dos apartamentos, que pertencem a particulares - foram adquiridos pelo Sesc RJ, que passou a promover atrações culturais.

Comentários