Os primeiros itaboraienses vacinados serão os trabalhadores da saúde da linha de frente, que compõem a rede de urgência e emergência, além de idosos das instituições de longa permanência.  - Divulgação
Os primeiros itaboraienses vacinados serão os trabalhadores da saúde da linha de frente, que compõem a rede de urgência e emergência, além de idosos das instituições de longa permanência. Divulgação
Por O Dia
Itaboraí - O município já está preparado para dar início à vacinação contra Covid-19 e a previsão é que as primeiras doses sejam aplicadas nesta quarta-feira (20/01). Seguindo o calendário de entrega dos imunizantes, a cidade receberá 4.620 frascos individuais (divididos em dois ciclos de aplicação) da vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac.

O prefeito, Marcelo Delaroli, e o secretário Municipal de Saúde, Cosme Salles Filho, participaram, na manhã desta segunda-feira (18/01), de uma reunião por videoconferência com o Superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde, Mário Sérgio, e com o Coordenador Estadual de Imunização, Valter Almeida. No encontro, foi explicado que as doses para a população itaboraiense serão entregues até a manhã desta terça-feira (19/01).

“Esse é um marco importante para o nosso município. Vamos com fé e esperança para reverter esse cenário da saúde! É fundamental seguir todos os direcionamentos informados pelo Ministério da Saúde, mas precisamos continuar nos cuidando. Não teremos vacinas suficientes para toda a população, inicialmente. Temos que manter os cuidados com a prevenção", comentou o prefeito.

Assim como o Estado, a Secretaria Municipal de Saúde vai seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde. Os primeiros itaboraienses vacinados serão os trabalhadores da saúde da linha de frente, que compõem a rede de urgência e emergência, além de idosos das instituições de longa permanência. Os idosos serão vacinados nas próprias instituições públicas pela equipe volante de imunização e os profissionais de saúde serão vacinados nos ambientes de trabalho.

"Teremos que priorizar um pequeno grupo já dentro da prioridade. As unidades de saúde básica estão prontas para seguir o cronograma de ações do Ministério da Saúde. Também criamos um grupo de resposta rápida, composto por profissionais com experiência em imunização, para acompanhar os possíveis efeitos e reações adversas da vacina", explicou o secretário.

Fases – O plano de imunização inclui quatro fases de vacinação. Após a primeira fase, o segundo grupo de pessoas que será vacinado inclui pessoas de 60 a 74 anos. Na terceira fase, o plano prevê a vacinação de pessoas com comorbidades. Já a quarta fase incluirá professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade.

Critérios - Os pacientes que vão receber as doses iniciais da vacina serão selecionados categoricamente pela Secretaria Municipal de Saúde. A estimativa prévia é que cerca de 2 mil profissionais de saúde sejam imunizados na primeira fase e pouco mais de 100 idosos assistidos em instituições de longa permanência.