Questão de nomenclatura

"Síndrome gripal", com quase cinco mil casos, expõe situação de dúvida sobre Covid-19 no município

Por Jupy Junior

Boletim diário da prefeitura sobre o Covid-19:em amarelo, números da
Boletim diário da prefeitura sobre o Covid-19:em amarelo, números da "síndrome gripal" -
 
ITAGUAÍ – A leitura dos relatórios sobre o Covid-19 em vários municípios não é apenas alarmante pela quantidade de casos confirmados de contaminação ou de óbitos. É também uma leitura que pode gerar uma série de dúvidas. Uma delas é a respeito do significado da expressão “síndrome gripal”. No que consiste exatamente, e de que maneira ela pode impactar na análise da situação sobre o Covid-19 em Itaguaí? A prefeitura, por meio da sua assessoria, enviou alguns esclarecimentos iniciais e prometeu elucidar mais dúvidas a respeitos dos relatórios nos próximos dias.
Antes de mais nada, é importante salientar que tais nomenclaturas que aparecem nos boletins enviados à imprensa ou disponibilizado nos sites das prefeituras têm uma origem: o Ministério da Saúde. Partem do governo federal em direção aos governos estaduais e municipais as diretrizes para divulgação dos números a respeito da doença. Conforme informações da prefeitura de Itaguaí, houve uma série de relatórios enviados aos municípios com diretrizes para composição dos boletins. Em um deles sugeriu-se até a alteração do nome “Covid-19”.
As mudanças na apresentação dos números e de demais detalhes entrou em pauta mais recentemente, quando presidente Jair Bolsonaro ordenou que liberação de dados do governo federal mudasse de horário. Porém, conforme informa a prefeitura de Itaguaí, procedimentos similares não são exatamente novidade para as secretarias municipais de saúde.
SÍNDROME
A expressão “síndrome gripal” que surge nos boletins da prefeitura de Itaguaí refere-se a um estado de saúde que é entendido como “indefinido”. O paciente, ao procurar a rede municipal de saúde com apenas um dos sintomas de gripe, engrossa a estatística da “síndrome gripal”, e sobre ele não se pode dizer que é ou não portador do Covid-19.
Ainda de acordo com a prefeitura, já há indícios de que tal denominação poderá ser alterada pelo Ministério da Saúde. De qualquer maneira, o número de pacientes enquadrados nessa classificação, divulgado no domingo (7), é de 4.856.

Comentários