Vereador-relator Vinícius Alves no plenário da Câmara:
Vereador-relator Vinícius Alves no plenário da Câmara: "foi um grande desafio, mas tudo foi conduzido de forma justa e imparcial"Divulgação - Câmara Legislativa de Itaguaí
Por Jupy Junior
ITAGUAÍ – O vereador Vinícius Alves (Republicanos), relator da Comissão Especial Processante (CEP) 001/2020 da Câmara Legislativa de Itaguaí, disse hoje a O DIA que entregou o relatório final da investigação que apurou supostas condutas ilegais do prefeito Carlo Busatto Junior (Charlinho, MDB) e do vice-prefeito Abeilard Goulart de Souza Filho (Abelardinho, PDT). O vereador não quis adiantar as conclusões do documento e disse que os indiciados e seus representantes legais devem ser comunicados sobre a data do julgamento 24 horas antes da sua realização.
“Não posso me expressar antes do plenário decidir. Mas [tudo] está sendo conduzido de maneira imparcial e justa”, declarou Alves.
Publicidade
OPOSIÇÃO TEM A MAIORIA
Mesmo sem definições quanto ao teor do relatório, a disposição das cadeiras não é nada favorável ao prefeito e ao vice: dos 17 vereadores, apenas um – Alexandro Valença de Paula (Sandro da Hermínio, PP) – atua em prol da situação. Os demais, pelo menos até o momento, têm se comportado como oposição ao governo executivo municipal.
O relator Vinícius Alves diz que são necessários 12 votos para que o relatório seja aprovado. E fez um balanço: “Foi realmente um grande desafio para mim, pois precisamos ouvir os dois lados, acusação e defesa, e de maneira imparcial conduzir os trabalhos”.
Publicidade
SOBRE A COMISSÃO
A Comissão Especial Processante foi instaurada em abril de 2020 a partir de denúncia de Helen de Oliveira Senna. Trata-se de investigação legislativa sobre supostas irregularidades na contratação de empresa de coleta de lixo pela Prefeitura Municipal de Itaguaí. Segundo a denúncia, a empresa Líbano Serviços de Limpeza foi prejudicada no processo licitatório e há pessoas que foram favorecidas ilegalmente. O terreno alugado para servir de estacionamento dos caminhões de coleta de lixo, ainda de acordo com a denúncia, seria de propriedade da sogra do vice-prefeito de Itaguaí. A CEP é constituída pelos seguintes vereadores: Haroldo Rodrigues Jesus Neto (PV) - presidente; Vinícius Alves de Moura Brito (Republicanos) – relator e Roberto Lúcio Espolador Guimarães (PL) - membro.