Itaguaí Construções Navais realiza o embarque da Plataforma de Ventilação no Submarino Tonelero

Ufem produz a peça que foi encaixada na terceira unidade de submarinos da classe Riachuelo

Por Jupy Junior

Técnicos da ICN fazem embarque do cradle de ventilação no submarino Tonelero
Técnicos da ICN fazem embarque do cradle de ventilação no submarino Tonelero -
ITAGUAÍ – A Marinha do Brasil publicou em seu site que na segunda-feira (14) foi realizado o embarque da plataforma (cradle) de ventilação no interior do Submarino Tonelero (SBR-3), na Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (Ufem), em Itaguaí (RJ). O equipamento foi embarcado na segunda seção do casco resistente, o que a Marinha considera mais um passo importante na construção da terceira unidade dos submarinos classe Riachuelo.
A fabricação dessa classe de submarinos é feita por encaixes de cradles pré-montados, completando o interior das seções. Os cradles são produzidos integralmente na Ufem, consolidando uma conquista tecnológica importante dessa estratégica célula da Base Industrial de Defesa. Para a Marinha do Brasil, o avanço também é fruto da infraestrutura industrial moderna daquela Unidade Naval no que se refere ao processo de construção de meios navais de elevada complexidade, como são os SBR.
ANGOSTURA E ÁLVARO ALBERTO
Houve, além disso, mais avanços no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub): vai bem a construção do Angostura (SBR-4), o quarto submarino com propulsão diesel-elétrica do Programa. Há planos para avançar também com a construção da Seção de Qualificação do Álvaro Alberto (SN-BR), o primeiro submarino convencional com propulsão nuclear do país.
Na matéria publicada no site, a Marinha do Brasil destaca: “ O Brasil caminha para consolidar sua indústria de Defesa com benefícios diretos para outros setores da economia, alcançando uma posição de destaque no seleto grupo de países que projetam e constroem submarinos”.

Comentários