Militares fazem sanitização em uma das salas do complexo portuário: substância é indicada pela Anvisa por ser a mais eficaz no combate ao coronavírus - Divulgação - CDRJ
Militares fazem sanitização em uma das salas do complexo portuário: substância é indicada pela Anvisa por ser a mais eficaz no combate ao coronavírusDivulgação - CDRJ
Por Jupy Junior
ITAGUAÍ - Por meio de uma parceria da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) com a Marinha do Brasil e o Comando Conjunto Leste (CCj L), o Porto de Itaguaí passou por uma desinfecção com quaternário de amônio de quinta geração nesta quarta-feira (16).
Militares do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, especializados em defesa nuclear, biológica, química e radiológica aplicaram o produto em uma área aproximada de 2.200m², que incluiu o prédio administrativo e a entrada principal do porto, assim como o setor de permissão e o prédio da Guarda Portuária.
Publicidade
RECOMENDAÇÃO DA ANVISA
A sanitização de áreas administrativas e operacionais faz parte das medidas adotadas pela autoridade portuária para prevenção e combate ao vírus da Covid-19. A ação foi acompanhada pela equipe da CDRJ e por um fiscal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que confirmou que o procedimento é recomendado pelo órgão. A operação e contou ainda com o apoio da Guarda Portuária e do Terminal Sepetiba Tecon.
Além da desinfecção, os militares capacitaram as equipes operacionais e técnicas do porto sobre medidas de prevenção, equipamentos de proteção individual necessários contra o vírus e ações de descontaminação, desinfecção e limpeza dos ambientes de trabalho, com recomendações de produtos e vestimentas indicados para essas tarefas.