Investigação com origem no Disque-denúncia, será feita pela 50ª DP - Reprodução internet
Investigação com origem no Disque-denúncia, será feita pela 50ª DPReprodução internet
Por O Dia
ITAGUAÍ – Policiais da 5ª Companhia, do 24º Batalhão de Polícia Militar (24º BPM), foram na rua 20, próximo ao sítio da “Gefusa”, averiguar uma denúncia feita pelo telefone. O informante revelou que uma adolescente de cerca de 15 anos tinha sido vítima de estupro. Os policiais localizaram a mãe da adolescente, que, inicialmente, negou os fatos.
Mas a PM insistiu. Uma testemunha confirmou o estupro e os envolvidos para os agentes: disse que a adolescente era mesmo filha da mulher que negou os fatos aos policiais, e ainda apontou o autor do crime.
Publicidade
De posse de tais informações, a guarnição fez uma busca pela orla de Coroa Grande e encontrou o suspeito na rua Professora Maria Paes Ferreira s/n, no Quiosque do Espetinho. Os policiais solicitaram que o suspeito os acompanhasse para prestar esclarecimentos.
Quando a PM foi à casa de uma das suas irmãs, a vítima sentiu-se mais segura em denunciar o acusado, confirmando sua identidade e a autoria do crime.
Publicidade
A testemunha que primeiro confirmou a denúncia e que apontou a autoria do crime teria, segundo alguns relatos, um relacionamento íntimo com o suspeito.
O Conselho Tutelar Municipal foi acionado e a 50ª DP investiga o caso.