Rubem Vieira testou positivo para Covid-19 na segunda-feira (30/11) - Divulgação - Prefeitura de Itaguaí
Rubem Vieira testou positivo para Covid-19 na segunda-feira (30/11)Divulgação - Prefeitura de Itaguaí
Por Jupy Junior
ITAGUAÍ – O prefeito de Itaguaí, Rubem Vieira (Podemos), usou a sua página pessoal no Facebook para informar que testou positivo para Covid-19 na segunda-feira (30/11). A postagem foi feita nesta terça-feira (1/12), às 16h. Segundo ele, a decisão de fazer o teste ocorreu depois que perceber os sintomas. “Desde então, me mantenho isolado e sigo com as orientações médicas. Meu estado de saúde é estável e continuo minhas atividades em modalidade home office, assim, consigo participar das reuniões em vídeo conferência com os secretários”, publicou o prefeito.
A postagem traz ainda os seguintes comentários: “A verdade é que estamos todos sujeitos a essa doença, mas graças a Deus hoje eu posso dizer que a nossa cidade está preparada para combater essa doença, devido a estrutura ampliada de proteção avançada que criamos com muito empenho. Contamos com cinco leitos de CTI do Covid, um tomógrafo em pleno funcionamento, 38 respiradores e 11 novas macas que ganhamos recentemente do Estado. Sem dúvida essas conquistas farão toda a diferença agora. Conto com a oração de vocês. Deus nos abençoe e a nossa Itaguaí!”.
Publicidade
SITUAÇÃO E DADOS
A respeito dos leitos de Covid mencionados pelo prefeito, a prefeitura não informou se eles estão em plena operação a aptos a receber pacientes, pois não foi comunicado se e quando houve inspeção realizada pela Anvisa.
No Painel Covid-19 disponibilizado pela prefeitura (https://itaguai.rj.gov.br/coronavirus/painel/), há informações apenas de leitos não-intensivos no hospital de campanha (11 livres) e no Hospital Municipal São Francisco Xavier (12 livres e quatro ocupados).
Publicidade
Ainda de acordo com o Painel, a cidade encontra-se em alerta amarelo (risco baixo), são 3.154 casos confirmados e 149 óbitos.
Não há informações precisas sobre o número de moradores de Itaguaí internados fora do município (porque não há UTI disponível na cidade). Da mesma forma, não há divulgação sobre as reais condições do hospital de campanha, que, em julho, não eram adequadas, segundo o secretário municipal de Saúde, Carlos Zóia.