Bares estão autorizados a funcionar de segunda a quinta-feira com o atendimento presencial limitado a 50% da capacidade; de sexta a domingo, será permitido apenas o sistema delivery. - Foto: reprodução internet
Bares estão autorizados a funcionar de segunda a quinta-feira com o atendimento presencial limitado a 50% da capacidade; de sexta a domingo, será permitido apenas o sistema delivery.Foto: reprodução internet
Por Lili Bustilho
Natividade – Com a retomada do aumento dos números de casos confirmados de Covid-19 no Noroeste Fluminense, alguns municípios estão adotando regras e restrições para tentar conter o avanço da doença. Em novo decreto 158/2020 publicado na tarde desta quarta-feira, 2, o prefeito de Natividade Severiano Rezende adotou medidas de restrições e entre as principais está a determinação do fechamento de clubes, quadras esportivas, campos de futebol e similares, além da proibição de eventos com a presença de público, inclusive, em salões de festas.

Ainda de acordo com o ato do poder executivo, missas e cultos seguem permitidos nos moldes atuais com limitação de fieis nos templos e distanciamento. Já em relação ao comércio, bares, quiosques, trailers, estão autorizados a funcionar de segunda a quinta-feira limitado com o atendimento presencial limitado a 50% (cinquenta por cento) da capacidade, obedecendo ao distanciamento de 2 (dois) metros entre as mesas, sendo a ocupação máxima de 4 pessoas por mesa. De sexta a domingo, será permitido apenas o sistema de entrega (delivery). Lanchonetes e restaurantes poderão funcionar todos os dias, contudo, mantendo os mesmo cuidados e limitações de público.
Publicidade

O decreto também proibiu o funcionamento do Sítio dos Milagres (Água Santa) aos sábados e domingos. Dispõe ainda que “Serviços e atividades essenciais, que possuam em seu CNAE os serviços de varejo e comercialização de gêneros alimentícios, como mercados, padarias, quitandas, aviários, açougues, casas de carnes, distribuidoras de bebidas e outros congêneres, ou ainda no setor farmacêutico (farmácias, drogaria e manipulação), bem como em pet shop/veterinários, postos de combustíveis, oficinas mecânicas, sendo obrigatório para os funcionários o uso de máscaras de proteção e higienização regular e periódica das mãos, locais de contato, balcões e caixas, com álcool gel antisséptico 70º. Exceto os supermercados, deverão observar ainda que os atendimentos se realizem com limite de clientes idênticos ao número de atendentes, mantendo o distanciamento mínimo de dois metros entre os clientes e entre clientes e funcionários.”