Músicos, DJs e produtores do Noroeste Fluminense buscam soluções visando amenizar o impacto da crise financeira causada pela pandemia. - Foto: reprodução internet
Músicos, DJs e produtores do Noroeste Fluminense buscam soluções visando amenizar o impacto da crise financeira causada pela pandemia.Foto: reprodução internet
Por Lili Bustilho
Itaperuna - SOS Artistas. Esse é um movimento que mobiliza músicos, DJs e produtores do Noroeste Fluminense para buscar soluções visando amenizar o impacto da crise financeira que assolou o país, após a pandemia. Nas redes sociais o grupo que possuí cerca de 200 membros pede atenção para a categoria que teve a principal fonte de renda cessada em decorrência das proibições dos eventos e de outras restrições impostas pelos decretos que atendem ao protocolo de prevenção e combate ao Covid-19. Em Itaperuna os artistas marcaram uma reunião na próxima terça-feira, 08, às 19h30 na Arena Aeroporto para discutir medidas que podem ser tomadas para reduzir os prejuízos e tentar assistência do poder público.

Confira na íntegra a nota do grupo SOS Artistas:

Caros amigos e fãs do entretenimento, nós artistas de todo ramo da música e afins, estamos atravessando um momento muito cruel. Sabemos que todos nós, estamos vivendo um momento de incertezas por conta da pandemia que assola não só o nosso Brasil, mas o mundo inteiro.

Nós músicos, também vivemos o medo de sermos contaminados, bem como de levar para nossos lares o vírus, mas não podemos mais viver em casa sem trabalhar, pois sem o nosso trabalho, estamos morrendo de fome, estamos com o nome registrado nas empresas de proteção de crédito, não possuindo nem mesmo crédito na praça para compramos. Estamos morrendo! Morrendo na dignidade, morrendo na alma, na alegria e vamos morrer à míngua se formos contaminados, pois nem remédio poderemos comprar.

Estamos sobrevivendo de ajudas de pessoas que são fãs do nosso trabalho, a ajuda é muito bem vinda, porém não suprem nossas necessidades. Sendo assim, precisamos trabalhar! Nós não somos os transmissores do vírus, tão pouco a música leva o vírus, o que propaga o vírus é a nossa falta de responsabilidade quando saímos sem os devidos cuidados. Não queremos infringir normas, nem leis, queremos apenas o nosso direito de ganhar o nosso sustento dignamente, já que o Governo e seus governantes não olham para nós.

Falar de Lei Aldir Blanc virou até piada, porque o que veio para dar uma aliviada aos fazedores de cultura, os municípios usaram para fazer política, agraciando aqueles que eles quiseram e utilizando de certa forma, de "compras" de votos. Agora estamos aqui, sem poder trabalhar, sem saber o que fazer, à mercê da própria sorte!