Suspeito foi levado à 136ª Delegacia Legal (Pádua), onde foi autuado por tráfico de drogas, permanecendo preso à disposição da Polícia Civil. - Foto: divulgação
Suspeito foi levado à 136ª Delegacia Legal (Pádua), onde foi autuado por tráfico de drogas, permanecendo preso à disposição da Polícia Civil.Foto: divulgação
Por Lili Bustilho
SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA - Um homem de 21 anos, natural de Vitória, no ES, foi preso em flagrante por tráfico de drogas, no bairro Tavares, em Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense. Policiais do 36º BPM (Pádua) que atuam no Patrulhamento Tático Móvel (Patamo I) junto com agentes do Serviço de Inteligência (P2) foram à Rua São João Batista, verificar informações que indicavam a chegada de uma carga de drogas que seria vendida neste sábado, 06.
Ao perceber a aproximação dos militares, o capixaba teria fugido para o interior da residência, momento em que teria tentado se desfazer de cocaína e crack jogando o material no vaso sanitário. Durante as buscas no interior do imóvel, foram apreendidos 71 pinos de cocaína e 16 pedras de crack na tubulação do banheiro; 30 buchas de maconha dentro de um aparelho de antena parabólica ao lado da televisão e R$ 38. O homem foi levado pelos policiais militares sargento Mozart e cabos Rocha e Saloto junto com os sargentos Coelho Dias e Peterson para a 136ª Delegacia Legal (Pádua), onde foi autuado por tráfico de drogas, permanecendo preso á disposição da Polícia Civil. Continua após vídeo.
Publicidade
 

Em Santo Antônio de Pádua, 36° BPM apreende mais carga de drogas; preso descartou cocaína no vaso sanitário. #drogas #polícia #santoantôniodepádua #ODia pic.twitter.com/Ea89agJBdc

— Jornal O Dia (@jornalodia) February 6, 2021 ">
Publicidade
O comandante do 36 BPM , coronel PM João Carlos Ribeiro, ressalta que a população conta com a possibilidade de passar informações anônimas, que levem a Polícia a desvendar crimes, efetuar prisões e realizar apreensões, ou caso o cidadão esteja diante de qualquer situação suspeita, pelos telefones 190 ou (022) 3853-3052 ou por meio do Disque Denúncia do Noroeste pelo WhatsApp (22) 9.9980-1177. Em todos os contatos o anonimato é garantido. O sigilo é absoluto.