Macaé se torna referência em atendimento pediátrico no sistema de saúde público

Na contramão do cenário nacional, município tem investido em expansão de leitos e tratamentos de média e alta complexidade

Por O Dia

Investimentos em ampliação de leitos e estrutura levaram Macaé a ser referência no atendimento pediátrico na rede pública de saúde
Investimentos em ampliação de leitos e estrutura levaram Macaé a ser referência no atendimento pediátrico na rede pública de saúde -
Macaé — Na contramão do cenário nacional, os esforços e investimentos de Macaé na saúde pública, especialmente na área de pediatria, transformou a cidade em uma das referências no atendimento infantil. O processo até esse estágio exigiu restruturação dos procedimentos de atendimento à população, investimentos focados na expansão das ações de atenção básica e modernização em procedimentos de média e alta complexidade.
“O acesso do paciente à rede pública de saúde tem como premissa o acolhimento e a eficiência”, ressalta o prefeito Dr. Aluizio. “A ampliação do serviço segue a realidade e as características da população, o que exige do poder público um planejamento constante e a busca contínua por qualidade. Esse é o nosso objetivo”.
Dados da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) apontam que em nove anos as redes pública e privada de saúde reduziram em 16 mil o número de leitos para assistência infantil. Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e enfermarias para internação e observação de até 24h foram fechadas em hospitais até mesmo de capitais. No sentido contrário, Macaé tem ampliado essa estrutura.
O Hospital Público Municipal (HPM) mantém seis leitos de UTI pediátrica, quatro credenciados ao SUS e dois mantidos com recursos próprios da prefeitura. Há também um leito UTI pediátrico de isolamento e mais 14 leitos infantis de observação. O HPM conta ainda com 12 macas na enfermaria pediátrica, equipadas com sistemas de controle de hipotermia, e uma no setor de enfermagem pediátrica. Na ala de observação, são mantidos 27 leitos de enfermaria e mais dois dedicados ao isolamento. No Hospital da Serra, em Trapiche, a prefeitura mantém três leitos.
Além disso, a assistência pediátrica de alta complexidade de Macaé se integra a unidades do sistema público, o que garante a regularidade de campanhas de vacinação, cobertura farmacêutica, e outros procedimentos que ampliam o atendimento à população.

Comentários