Presidente da ACIM participa de live de O DIA nesta sexta, às 17h

Francisco Navega vai falar sobre o impacto da pandemia no comércio e na economia no município de Macaé e região

Por José Eduardo Silva

Entrevista com Francisco Navega, presidente da ACIM-Macaé
Entrevista com Francisco Navega, presidente da ACIM-Macaé -
Macaé - No dia 13 de maio a Associação Comercial e Industrial de Macaé completou 104 anos de fundação. Trata-se de uma instituição centenária e que representa todo o setor empresarial da cidade. Neste ano em que o mundo atravessa uma pandemia, a data festiva não pode ser comemorada com o entusiasmo de crescimento econômico do setor. O presidente da instituição, Francisco Navega, será o entrevistado da live do jornal O DIA, nesta sexta-feira (15), a partir das 17h, onde irá falar do impacto da pandemia no comércio e na economia no município de Macaé e região.

Para participar, acesse o Facebook (https://www.facebook.com/odiajornal) e o YouTube (https://www.youtube.com/TVODia).

“Com a publicação dos novos decretos municipais de flexibilidade, cerca de 60% de toda a atividade econômica de Macaé já está acontecendo. Medidas como a obrigação do uso de máscaras nos permite visualizar o fim total das restrições a curto prazo. Mas essa é uma medida que deve acontecer junto aos protocolos de Saúde. E isso já está sendo discutido com o governo municipal”, avalia o presidente da ACIM, Francisco Navega.
O presidente da ACIM apontou ainda que auxílio-financeiro de R$ 800 proposto por três meses para os funcionários do comércio formal e informal, que estejam fechados em virtude dos decretos editados como restrições e enfrentamento ao coronavírus, possa dar uma injeção de ânimo na economia.

“Esse dinheiro vai circular no comércio. Após o planejamento de pagamento, precisamos garantir a reabertura das lojas, com a preocupação de se manter o protocolos de Saúde. Primeiro precisamos garantir a preservação da vida. Agora é necessário também salvar o comércio”, defendeu Francisco Navega.

Comentários