Prefeito de Macaé não prevê lockdown para os próximos dias

Município seguirá adotando as medidas de isolamento social publicadas em decretos municipais

Por José Eduardo Silva

Prefeito Dr. Aluízio dos Santos descartou no momento decretar lockdown em Macaé
Prefeito Dr. Aluízio dos Santos descartou no momento decretar lockdown em Macaé -
Macaé - O Ministério Público do Rio de Janeiro recomendou ao Estado e às prefeituras a adoção de medidas de isolamento mais restritas, como o lockdown, para conter o avanço da Covid-19, doença respiratória provocada pelo novo coronavírus. Mas em Macaé, esta recomendação foi descartada no momento pelo prefeito Dr. Aluízio dos Santos, na manhã desta segunda-feira (18), em coletiva de imprensa realizada por videoconferência.

De acordo com o chefe do Executivo, o município vem adotando uma série de medidas no enfrentamento da doença, o que não justifica neste momento adotar uma ação de isolamento social mais rígida.

“Neste momento a possibilidade de lockdown em Macaé é descartada. Os decretos municipais precisam ser respeitados. Caso o município alcance os 60% a 70% de leitos de terapia intensiva ocupados aí sim vamos precisar adotar medidas mais rigorosas”, disse o prefeito Dr. Aluízio.

O prefeito anunciou que vai estender a suspensão das atividades laborais e das aulas até o dia 1° de junho. Vai ser mantido a regulamentação sobre os estabelecimentos infratores, cujo o descumprimento das normas estabelecidas no decreto ensejará a cassação, de ofício, pela Secretaria Municipal de Fazenda, do Alvará de Funcionamento, além das penalidades previstas nos artigos 268 e 330 do Código Penal Brasileiro.

Atualmente, pode funcionar em Macaé: Hospitais e clínicas; Farmácias; Mercados e Supermercados; Postos de combustíveis; Padarias; Bancas de jornais e revistas; Petshops; Mercado de Peixes; Clínicas, consultórios e laboratórios das 7h às 13h; Lojas de material de construção das 13h às 18h; Lojas de materiais de informática das 13h às 18h; Borracharias e oficinais mecânicas das 10h às 18h; Feira do Produtor (Feira da Roça) aos sábados, das 5h às 10h, na Rua Manoel Joaquim dos Reis; Óticas das 10h às 16h com até sete funcionários; Salões de cabeleireiro e barbeiros das 10h às 16h, com até sete funcionários, exclusivamente com horário marcado e sem espera presencial.

Macaé até hoje tem 476 casos de coronavírus confirmados, sendo 230 pacientes recuperados e 20 óbitos. O município possui 50% dos seus leitos da Terapia Intensiva (UTI) do Sistema Único de Saúde (SUS) ocupados de casos do Covid-19.

Comentários