-
Por José Eduardo Silva
Macaé - A cidade de Macaé amanheceu de luto nesta quarta-feira (20). Faleceu às 0h10, o fotógrafo Wanderley Gil, aos 64 anos, vítima de coronavírus, na unidade do Centro de Terapia Intensiva (CTI), do Hospital Público Municipal (HPM).

Lelei, como era conhecido, foi internado no dia 18 de abril no Hospital Madre Tereza de Calcutá (Asilo) e, depois, transferido para o HPM no dia 1º de maio. Devido a comorbidade, teve seu quadro agravado após infecção por coronavírus. O sepultamento ocorrerá nesta quarta-feira (20) no Cemitério Memorial Mirante da Igualdade, sem velório.

Em mais de 40 anos de trabalho, Wanderley Gil imortalizou o fotojornalismo local atuando no Jornal O Debate – Diário de Macaé, e marcou seu nome na história de Macaé através da simplicidade de um olhar capaz de registrar, em um só click, a alma da cidade e dos seus personagens.

Inúmeras personalidades macaenses, incluindo políticos e empresários, lamentaram a perda do fotógrafo, considerado uma referência entre os profissionais que atuam na imprensa.
“Wanderley Gil acompanhava a vida política de Macaé por décadas. Quando montar um livro sobre a história recente de Macaé vamos ter que criar um capítulo só para falar de Wanderley Gil. É uma parte da história da cidade que se despede de uma forma trágica através desta doença maldita que é esse coronavírus. Minhas condolências aos diretores do jornal, colegas de profissão e principalmente aos familiares”, disse o deputado estadual Chico Machado (PSD).
Publicidade
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), Francisco Navega, emitiu uma nota de pesar: “Gratidão pela passagem desse grande parceiro, através da sua lente escolhia sempre o melhor ângulo, suas fotos retratam sempre a história contemporânea de nossa cidade . Se misturando como se fosse corpo e alma do Jornal O Debate . Descanse em paz, nossos eternos agradecimentos”.
Vereadores da Câmara Municipal de Macaé se manifestaram pelas redes sociais lamentando a perda do fotógrafo.
“A minha história política e da Câmara tem a contribuição do trabalho de Wanderley Gil. Ele esteve presente e registrou momentos marcantes da minha trajetória e do Legislativo. Macaé perde muito com a sua passagem”, disse o vereador Luiz Fernando (Cidadania).
Publicidade
“Wanderley Gil registrou a história de Macaé das últimas décadas. Além de colega na construção do Jornalismo, era companheiro de partido, desde os anos 80. Mantinha consciência de classe e profundo sentimento de solidariedade. Uma perda maiúscula pra nós, macaenses”, comentou o vereador Marcel Silvano (PT).
A Prefeitura de Macaé emitiu uma nota de pesar: “Neste momento de dor, a gestão municipal se solidariza com familiares e amigos, e expressa as mais sinceras condolências”.