Vídeo mostra pessoas fazendo churrasco em área de preservação ambiental, em Macaé  - Reprodução
Vídeo mostra pessoas fazendo churrasco em área de preservação ambiental, em Macaé Reprodução
Por José Eduardo Vieira
Macaé - Vídeos que circulam em redes sociais mostram dezenas de pessoas entrando ilegalmente, no Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, em Macaé, no último sábado (04), e ainda fazendo churrasco. Apesar de toda a recomendação das autoridades de saúde para manter o isolamento social devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), as imagens mostram aglomeração e veículos estacionados em local proibido de área de proteção ambiental (APA).

Em um dos vídeos um homem que participava da aglomeração também gravou imagens que mostram o motorista de um dos carros entrando na lagoa e atravessando para o local onde os outros veículos estavam estacionados irregularmente. Um outro vídeo mostram uma imagem área de churrasco no local.

A reportagem de O Dia entrou em contato com a assessoria do ICMBio para saber mais detalhes sobre o caso, mas até o momento não obteve resposta.

O Parque administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) fica situado no Norte Fluminense, englobando os municípios de Macaé, Carapebus e Quissamã. Possui 44 quilômetros de praias e 18 lagoas costeiras, além de ser um abrigo para diversas espécies de fauna e flora que em outros locais estão em risco de extinção. Já foram inclusive encontradas novas espécies na área da Unidade. O Parque também é uma das unidades de conservação com maior número de pesquisas científicas em desenvolvimento.