Membros distribuíram ímãs de geladeira com o telefone 188 em semáforos da rodovia. - Divulgação
Membros distribuíram ímãs de geladeira com o telefone 188 em semáforos da rodovia.Divulgação
Por Bertha Muniz
 
MACAÉ- As lojas maçônicas Obreiros de Macaé 2075 e Prometheus 4422, juntamente do Capítulo Demolay 453 e a Távola dos Escudeiros, realizaram, neste domingo (27), na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), no Cavaleiros, ações de conscientização sobre o suicídio, tema abordado durante todo este mês em razão da Campanha Setembro Amarelo.
Publicidade

A ideia do Setembro Amarelo, é conscientizar a população e os profissionais de saúde para que reconheçam os sinais de risco e auxiliem no tratamento. As ações consistiram na distribuição, nos semáforos da rodovia, de ímãs de geladeira com o telefone 188, que é o número de contato do CVV (Centro de Valorização à Vida), que realiza, por meio de voluntários, atendimento gratuito a pessoas que enfrentam problemas emocionais.

Para Jamie Brito, membro da loja Obreiros de Macaé, a iniciativa das lojas maçônicas de Macaé na campanha é de extrema importância, pois debate a prevenção ao suicídio. “Isso é muito importante porque muitas pessoas estão sofrendo sérios problemas emocionais devido à pandemia, ao isolamento social. A maçonaria, juntamente com os brilhantes jovens da Ordem Demolay, sem dúvida nenhuma, deram uma grande contribuição a nossa sociedade, além de uma grande demonstração de que estão antenadas aos problemas atuais e de sua capacidade de mobilização de esforços, no sentido de mitigá-los”, enfatizou.
Publicidade

Estatísticas

Os números mostram que o suicídio é considerado um problema de saúde pública e mata uma pessoa a cada 40 segundos no planeta. A campanha mundial busca conscientizar a população sobre a realidade do suicídio e mostrar que existe prevenção em mais de 90% dos casos.
Publicidade

Dados da Organização Mundial da Saúde mostram que o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos. Os mesmos dados ainda afirmam que cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida no mundo, a cada ano. Mesmo se tratando de um grave problema de saúde pública, os suicídios podem ser evitados se identificado em tempo prévio.