Órgãos destacaram a importância da inserção desses profissionais nas novas etapas de imunização.
Órgãos destacaram a importância da inserção desses profissionais nas novas etapas de imunização. Foto: Raphael Bózeo
Por Bertha Muniz
MACAÉ- A Prefeitura de Macaé e o Ministério Público Estadual (MP) iniciaram, nesta quarta-feira (28), a avaliação sobre os critérios de inclusão dos profissionais da educação no calendário de vacinação municipal contra a COVID-19. Em reunião realizada na secretaria municipal de Saúde, o prefeito Welberth Rezende e o promotor Bruno de Sá Barcelos Cavaco, da 1ª Promotoria de Tutela Coletiva, analisaram informações sobre o atual cenário de vacinação do município e consideraram a importância de inserir os profissionais da rede de ensino nas novas etapas de imunização.
O promotor do MP e o prefeito firmaram acordo para avaliar ações de enfrentamento à pandemia em Macaé em reuniões que serão realizadas em período quinzenal. “A proposta é estabelecer como critério para a vacinação, o nível escolar de atuação dos profissionais da rede de Educação. Esta estratégia nos possibilita também criar um cronograma de reabertura das escolas, seguindo a mesma etapa da imunização”, defendeu o prefeito.
Publicidade
O planejamento discutido entre o governo e o MP visa manter as etapas de vacinação de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI) e adequar o cronograma local com a inclusão dos profissionais da rede de ensino. “A inclusão dos profissionais da Educação é indicada, mantendo a continuidade da vacinação do grupo prioritário definido pelo PNI”, apontou o promotor.
A equipe da Saúde reiterou que a vacinação contra a COVID-19 em Macaé segue as orientações da Secretaria Estadual de Saúde que define a divisão das doses das vacinas entre as etapas de imunização (1ª dose e reforço), além dos grupos prioritários a serem vacinados.
Publicidade
“Já solicitamos ao Estado informações sobre o envio de doses direcionadas à vacinação dos profissionais da educação. Seguimos integralmente as orientações de imunização identificadas nos lotes das vacinas direcionadas a Macaé. Por isso, mantemos a campanha da dose de reforço de acordo com os prazos previstos pelos fabricantes”, ressaltou a secretária municipal de Saúde, Liciane Furtado.
Assistência de Alta Complexidade
Publicidade
A estratégia de assistência ao paciente do Coronavírus que assegura a manutenção dos atendimentos de alta complexidade também foi discutida na reunião.
A renovação do estoque dos medicamentos e insumos utilizados na assistência aos pacientes graves internados nas unidades de CTI foi apontada como um dos principais desafios encarados pelo município.
“A renovação do estoque dos medicamentos para intubação é uma preocupação constante diante das dificuldades de encontrar os remédios junto aos fornecedores que atendem a Saúde. Com o auxílio do Estado e da busca contínua da nossa equipe, estamos conseguindo manter a assistência”, afirmou o secretário adjunto de Alta Complexidade, Antônio Soares.
Publicidade
A estratégia da busca ativa de novos casos de infecção por Coronavírus, nos bairros de maior incidência de contágio e óbitos, também foi destacada como importante para o enfrentamento à pandemia.
“Além da testagem e vacinação, estamos organizando a criação de um Centro de Apoio ao Paciente pós-COVID-19, para auxiliar na reabilitação das pessoas que venceram a doença”, ressaltou o secretário adjunto de Atenção Básica, Luís Carlos Braga.
A reunião com o MP contou também com a participação do procurador do gabinete do prefeito, Rodrigo Cavour, e da gerente de Vigilância em Saúde, Elenice Sales.