Motorista de aplicativo Alan Porcell, está desaparecido desde a noite do último sábado (24), quando retornava para sua residência, no município de Magé.
Motorista de aplicativo Alan Porcell, está desaparecido desde a noite do último sábado (24), quando retornava para sua residência, no município de Magé. Redes sociais
Por Fernanda Domingues
Magé - A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (4), o laudo médico comprovando que o corpo encontrado na Praia da Barra de Maricá, na Região Metropolitana, na última semana, não é do motorista de aplicativo Alan Porcell, de 33 anos, que está desaparecido desde o último dia 24 de abril. O motorista desapareceu depois de sair do hospital em que sua filha está internada em Niterói e abastecer o carro em um posto de gasolina na região, quando estava a caminho de Magé, onde reside com a esposa.
Após os policiais encontrarem o corpo de um homem na Praia da Barra de Maricá, no último dia 28 de abril, familiares de Alan Porcell foram até o Posto Regional de Polícia Técnica e Científica (PRPTC), no bairro Barreto e identificaram semelhanças entre o corpo da vítima e o de Alan. Entretanto, após exames periciais realizados, através de impressões digitais, a hipótese foi descartada.

Carro roubado

Em janeiro deste ano Alan já havia sido vítima de um roubo, quando o mesmo Cobalt amarelo em que se encontrava na ocasião de seu desaparecimento foi levado por bandidos armados, no bairro do Gradim, São Gonçalo. O carro acabou sendo recuperado pelo próprio Alan, cerca de um mês e meio depois, após ser avisado por um amigo, também motorista de aplicativo, sobre a localização do veículo, na região conhecida como Inseticida. O motorista, amigo de Alan, teria ido ao local para atender um chamado, quando avistou o veículo estacionado numa rua da comunidade. Ao ser acionado pelo colega de profissão, Alan se dirigiu à localidade e resgatou o carro utilizando a chave reserva do veículo.
O Setor de Descobertas de Paradeiros da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG) segue investigando o caso e solicita a quem tiver qualquer informação, entrar em contato através pelo telefone (21) 98112-1597.