Ato simbólico de início de vacinação será neste terça-feira 18/01 no Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara - Foto: Mauricio Peçanha
Ato simbólico de início de vacinação será neste terça-feira 18/01 no Hospital Municipal Dr. Ernesto Che GuevaraFoto: Mauricio Peçanha
Por O Dia
Maricá - Começa nesta terça-feira (19/01) a vacinação contra a Covid-19 em Maricá. O ato simbólico de imunização será realizado no Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, em São José do Imbassaí, a partir das 14h, com representação do público-alvo selecionado pelo Ministério da Saúde (o MS elegeu profissionais de Saúde, indígenas e idosos como prioritários).

É importante frisar que o público-alvo é determinado pelo Ministério da Saúde, órgão responsável pela campanha nacional de imunização. E, apesar do aspecto positivo da chegada das primeiras doses, o município ainda aguarda o cronograma do governo federal para entrega dos demais lotes da vacina.

Nesta primeira etapa serão aplicadas 2.035 doses para os grupos prioritários, idosos acima de 75 anos que estão em asilos (86 doses), indígenas que vivem em aldeias (44), pessoas com deficiência (6) e profissionais da área de Saúde que atuam na linha de frente (1.899). Cada grupo vai receber suas doses ‘in loco’, ou seja, as equipes de vacinação irão aos asilos, às aldeias indígenas e às unidades de Saúde.

A Prefeitura já tem um plano montado para o início da vacinação, mas alerta que não haverá imunização em postos de Saúde. “Como vimos, não haverá vacinas para todos agora, nem mesmo para os grupos prioritários. Portanto, não é preciso agonia, nem corrida aos postos de saúde”, destaca a secretária municipal de Saúde, Simone Costa.

A quantidade de doses foi estipulada pelo Ministério da Saúde e Maricá vai receber o correspondente a 0,88% do total de vacinas CoronaVac enviadas ao estado do Rio de Janeiro – produzida pelo Instituto Butantan, de São Paulo, em parceria com a fabricante chinesa SinoVac. Vale lembrar que o município havia assinado memorando de entendimento com o Butantan solicitando um total de 440 mil doses da vacina, para a aplicação em duas etapas. Mas o Ministério da Saúde fechou contrato de exclusividade e o instituto então cancelou todos os acordos feitos com os municípios, entre eles o de Maricá.

Um esquema de segurança foi montado para o transporte das doses desde sua entrada nos limites do município vindas de Niterói, onde fica a sede da Regional Metropolitana II da Secretaria de Saúde do Estado.