Manifestantes protestam em Chicago, terceira cidade dos EUA e que registra o maior número de assassinatos no país - AFP
Manifestantes protestam em Chicago, terceira cidade dos EUA e que registra o maior número de assassinatos no paísAFP
Por O Dia

Chicago- Milhares de pessoas se manifestaram neste sábado contra a violência por armas de fogo em Chicago, terceira cidade dos Estados Unidos, que registra o maior número de assassinatos no país.

Os manifestantes, liderados por um pastor que oficia há décadas em South Side, um bairro desfavorecido da cidade, bloquearam parte de uma rua durante cerca de uma hora.

"Hoje chamamos a atenção dos políticos", disse o pastor Michael Pfleger à emissora de televisão WLS-TV. "A população ganhou porque as pessoas vieram (...) dizer que estão fartas desta maldita violência em Chicago".

Chicago teve 254 assassinatos e 1.114 tiroteios durante os primeiros seis meses do ano. A cifra de homicídios é consideravelmente menor que a do mesmo período de 2017 (23% menos), mas a cidade continua tendo os piores números nesse tema nos Estados Unidos.

O debate sobre a posse relativamente livre de armas de fogo é recorrente no país, que regularmente está em luto pelos ataques a tiros.

Você pode gostar