Trabalhadores da Fiat anunciam greve na Itália contra contratação de Cristiano Ronaldo

Sindicato alega que é inadmissível que montadora, acionista majoritário do clube italiano, gaste milhões com jogador, enquanto trabalhadores passam por dificuldades econômicas

Por O Dia


Cristiano Ronaldo receberá salário de 120 milhões de euros por quatro anos de contrato com a Juve
Cristiano Ronaldo receberá salário de 120 milhões de euros por quatro anos de contrato com a Juve -

Roma - Trabalhadores da fábrica da Fiat na Itália anunciaram nesta quarta-feira que vão entrar em greve no próximo domingo em protesto contra a contratação milionária de Cristiano Ronaldo pelo Juventus. A montadora é acionista majoritário do clube italiano. O sindicato alega que não é aceitável que trabalhadores façam sacrifícios econômicos, enquanto a companhia gasta milhões de euros com um jogador. 

"Dizem que os tempos estão difíceis, que precisamos recorrer a redes de segurança social, à espera do lançamento de novos modelos, que nunca chegam. E enquanto os trabalhadores e suas famílias apertam os cintos cada vez mais, a empresa decide investir muito dinheiro em um único recurso humano! Isso é justo? É normal que uma pessoa ganhe milhões, enquanto milhares de famílias não conseguem nem chegar ao meio do mês?", diz o comunicado divulgado pela Unione Sindacale di Base.

A paralisação de 48 horas está marcada para começar às 22 horas do próximo domingo e terminar às 18 horas da próxima terça-feira.

A confirmação da contratação do português veio nesta terça-feira. A transação supera os 100 milhões de euros.

O valor da transferência é esmiuçado pelo La Repubblica: 100 milhões de euros para o Real Madrid, 5 milhões para clubes formadores por "contribuição de solidariedade" prevista pela Fifa e 12 milhões de "gastos acessórios", que o jornal considera que sejam correspondentes às comissões do agente Jorge Mendes. 

 

Galeria de Fotos

Nova mansão de Cristiano Ronaldo na Itália Correio da Manhã/Cesare Furbatto
Cristiano Ronaldo receberá salário de 120 milhões de euros por quatro anos de contrato com a Juve AFP

Últimas de Mundo & Ciência