Encontro com Putin foi melhor que o da Otan, diz Trump

Presidente dos Estados Unidos se tornou alvo de uma avalanche de críticas de aliados e opositores em seu país, após a entrevista coletiva sobre seu encontro com o chefe de Estado russo

Por AFP

'Embora tenha tido uma grande reunião com a Otan, tive um encontro ainda melhor com Vladimir Putin. Infelizmente, não está sendo noticiado dessa forma', tuitou
'Embora tenha tido uma grande reunião com a Otan, tive um encontro ainda melhor com Vladimir Putin. Infelizmente, não está sendo noticiado dessa forma', tuitou -

Washington - O presidente Donald Trump afirmou, nesta terça-feira, que a reunião com seu colega russo, Vladimir Putin, foi "ainda melhor" do que a cúpula de países-membros da Otan, apesar da avalanche de críticas recebidas.

"Embora tenha tido uma grande reunião com a Otan (...) tive um encontro ainda melhor com Vladimir Putin, da Rússia. Infelizmente, não está sendo noticiado dessa forma. A imprensa das Fake News está ficando louca!", tuitou.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se tornou nesta segunda-feira o centro de uma avalanche de críticas de aliados e opositores em seu país, após a entrevista coletiva sobre seu encontro com o chefe de Estado russo Vladimir Putin.

"Perigoso e fraco", "vergonhoso", "à beira da traição" foram alguns dos comentários sobre o desempenho de Trump na entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira em Helsinque, na Finlândia.

O presidente da Câmara dos Representantes do Congresso, o republicano Paul Ryan, afirmou em nota que Trump "deveria considerar que a Rússia não é nosso aliado".

"Não há uma equivalência moral entre Estados Unidos e Rússia, que continua sendo hostil a nossos valores básicos e ideais", acrescentou.

Por sua vez, o titular do partido Democrata no Senado, Chuck Schumer, apontou que, na coletiva com Putin, Trump exibiu um comportamento "perigoso e fraco" ante um adversário como a Rússia.

"Em toda a história de nosso país, os americanos nunca viram seu presidente apoiar um adversário dos Estados Unidos como Donald Trump apoiou o presidente Putin", expressou Schumer no Twitter.

Últimas de Mundo & Ciência

Encontro com Putin foi melhor que o da Otan, diz Trump O Dia - Mundo & Ciência

Encontro com Putin foi melhor que o da Otan, diz Trump

Presidente dos Estados Unidos se tornou alvo de uma avalanche de críticas de aliados e opositores em seu país, após a entrevista coletiva sobre seu encontro com o chefe de Estado russo

Por AFP

'Embora tenha tido uma grande reunião com a Otan, tive um encontro ainda melhor com Vladimir Putin. Infelizmente, não está sendo noticiado dessa forma', tuitou
'Embora tenha tido uma grande reunião com a Otan, tive um encontro ainda melhor com Vladimir Putin. Infelizmente, não está sendo noticiado dessa forma', tuitou -

Washington - O presidente Donald Trump afirmou, nesta terça-feira, que a reunião com seu colega russo, Vladimir Putin, foi "ainda melhor" do que a cúpula de países-membros da Otan, apesar da avalanche de críticas recebidas.

"Embora tenha tido uma grande reunião com a Otan (...) tive um encontro ainda melhor com Vladimir Putin, da Rússia. Infelizmente, não está sendo noticiado dessa forma. A imprensa das Fake News está ficando louca!", tuitou.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se tornou nesta segunda-feira o centro de uma avalanche de críticas de aliados e opositores em seu país, após a entrevista coletiva sobre seu encontro com o chefe de Estado russo Vladimir Putin.

"Perigoso e fraco", "vergonhoso", "à beira da traição" foram alguns dos comentários sobre o desempenho de Trump na entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira em Helsinque, na Finlândia.

O presidente da Câmara dos Representantes do Congresso, o republicano Paul Ryan, afirmou em nota que Trump "deveria considerar que a Rússia não é nosso aliado".

"Não há uma equivalência moral entre Estados Unidos e Rússia, que continua sendo hostil a nossos valores básicos e ideais", acrescentou.

Por sua vez, o titular do partido Democrata no Senado, Chuck Schumer, apontou que, na coletiva com Putin, Trump exibiu um comportamento "perigoso e fraco" ante um adversário como a Rússia.

"Em toda a história de nosso país, os americanos nunca viram seu presidente apoiar um adversário dos Estados Unidos como Donald Trump apoiou o presidente Putin", expressou Schumer no Twitter.

Últimas de Mundo & Ciência