Migrante é encontrada viva no Mediterrâneo agarrada a restos de bote

ONG estava patrulhando o litoral da Líbia, de onde parte a maioria dos migrantes com destino à Europa, quando viu a camaronesa de 40 anos

Por AFP

Mulher é resgatada do mar Mediterrâneo por agentes da ONG espanhola Open Arms
Mulher é resgatada do mar Mediterrâneo por agentes da ONG espanhola Open Arms -

Itália - As equipes de resgate da ONG espanhola Proactiva Open Arms descobriram no mar uma mulher que conseguiu sobreviver ao naufrágio de um bote ao ficar agarrada a dois mortos: outra mulher e uma criança.

A ONG estava patrulhando o litoral da Líbia, de onde parte a maioria dos migrantes com destino à Europa, quando fez a descoberta.

A mulher, uma camaronesa de 40 anos, flutuava agarrada aos restos do barco e junto aos corpos dos dois migrantes que não conseguiram sobreviver.

Ela foi atendida pelos médicos com sintomas de hipotermia e trauma emocional.

Os dois corpos já se encontravam em estado de decomposição.

Galeria de Fotos

Mulher é resgatada do mar Mediterrâneo por agentes da ONG espanhola Open Arms AFP photo/ Pau Barrena
Membro de ONG espanhola carrega uma criança morta no colo, enquanto outros agentes resgatam uma sobrevivente no mar Mediterrâneo AFP photo/ Pau Barrena

Últimas de Mundo & Ciência