Foto do dia 24 de junho de 2012 mostra a ativista do Femen Oksana Shachko durante manifestação em Kiev, na Ucrânia - AFP photo/ Sergei Supinsky
Foto do dia 24 de junho de 2012 mostra a ativista do Femen Oksana Shachko durante manifestação em Kiev, na UcrâniaAFP photo/ Sergei Supinsky
Por Agência Brasil

Brasília - A cofundadora do grupo feminista ucraniano Femen, Oksana Chatchko, de 31 anos, foi encontrada morta em seu apartamento em Paris. A informação foi confirmada pela líder da organização, Inna Chevtchenko, no Facebook da Femen.

Mais cedo, outra cofundadora, Anna Goutsol, também lamentou a morte de Oksana. "A mais corajosa Oksana Chatchko nos deixou. Com seus amigos e sua família, estamos em luto, e esperamos a versão oficial da polícia”, disse.

Fundado em 2008, na Ucrânia, o Femen tornou-se conhecido por protestar contra temas como racismo, xenofobia e machismo, com os seios nus.

Oksana Chatchko havia deixado a organização e vivia em Paris desde 2013, onde trabalhava como pintora.

Você pode gostar