Atentado terrorista deixou 30 mortos e pelo menos 35 feridos  - AFP
Atentado terrorista deixou 30 mortos e pelo menos 35 feridos AFP
Por O Dia

Paquistão - Um atentado suicida marcou o início das eleições legislativas no Paquistão, nesta quarta-feira. Trinta pessoas morreram e pelo menos 35 ficaram feridas com a explosão de um homem-bomba na cidade de Quetta em uma zona eleitoral.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) assumiu autoria do ataque, que aumenta ainda mais a tensão eleitoral, após uma campanha repleta de atentados, que matou mais de 180 pessoas - incluindo três candidatos - e acusações de ingerência do Exército.

Pelo menos 371 mil policiais e forças militares se encontram posicionados nos colégios eleitorais de todo o país, diante do temor de novos ataques.

Até 80.000 policiais e forças militares se encontram posicionados nos colégios eleitorais de todo país, diante do temor de novos ataques. - AFP

Além do atentado em Quetta, um policial faleceu, vítima de uma granada em um colégio eleitoral do distrito de Khuzdar, no Baluquistão. Um militante do partido de Khan morreu, e outros três ficaram feridos em um tiroteio com simpatizantes de seu oponente eleitoral, o ANP, informou a Polícia.

cerca de 106 milhões de eleitores são esperados para comparecerem às urnas (a população do país é de 207 milhões) para eleger seus deputados para os próximos cinco anos. O partido vencedor será chamado a formar o novo governo federal.

As mais de 85 mil seções eleitorais abriram suas portas às 3h GMT (0h00 em Brasília) e fecham às 13h GMT (10h em Brasília). Os primeiros resultados devem começar a ser divulgados nesta quarta à noite.

Esta eleição é a segunda transição democrática de um governo civil para outro em um país que tem sua história marcada por golpes de Estado militares e pelos assassinatos de políticos.

Eleições legislativas no Paquistão começaram nesta quarta-feira - AFP

Você pode gostar