Mais Lidas

Países europeus pedem "investigação confiável" sobre jornalista desaparecido

Khashoggi desapareceu quando visitava o consulado saudita em Istambul. Autoridades turcas temem que ele tenha sido morto e desmembrado, alegações que autoridades da Arábia Saudita chamaram de 'sem fundamento'

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Jamal Khashoggi era um forte opositor do regime do príncipe Mohammed bin Salman
Jamal Khashoggi era um forte opositor do regime do príncipe Mohammed bin Salman -

Berlim - Alemanha, França e Reino Unido pediram neste domingo uma "investigação confiável" para descobrir o que aconteceu com o jornalista saudita Jamal Khashoggi e disseram buscar uma resposta saudita "completa e detalhada". Khashoggi desapareceu quando visitava o consulado saudita em Istambul. Autoridades turcas temem que ele tenha sido morto e desmembrado, alegações que autoridades da Arábia Saudita chamaram de "sem fundamento".

Os ministros das Relações Exteriores de Alemanha, França e Inglaterra disseram em um comunicado conjunto neste domingo que defender a liberdade de expressão e garantir proteção para jornalistas são prioridades-chave e que estão "tratando este incidente com a maior seriedade".

Eles disseram ainda que deve haver uma "investigação confiável" para descobrir a verdade e identificar os responsáveis pelo desaparecimento de Khashoggi. "Encorajamos esforços conjuntos turco-sauditas nesse sentido, e esperamos que o governo saudita forneça uma resposta completa e detalhada", acrescentaram

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia