Senador diz que Trump quer acabar com Estado Islâmico antes de deixar a Síria

Em 19 de dezembro, o presidente americano tuitou que o EI foi derrotado na Síria, um pronunciamento criticado por muitos especialistas militares e de segurança

Por AFP

O presidente americano, Donald Trump se pronunciou durante viagem surpresa aos membro do exército americano ao chegar a base aérea de Al Sad, no Iraque
O presidente americano, Donald Trump se pronunciou durante viagem surpresa aos membro do exército americano ao chegar a base aérea de Al Sad, no Iraque -

Estados Unidos - Um importante senador republicano assegurou neste fim de semana que o presidente Donald Trump prometeu permanecer na Síria até acabar completamente com o grupo Estado Islâmico (EI), uma declaração que acontece depois que o chefe de Estado expressou sua vontade de retirar as tropas imediatamente do país em conflito.

"O presidente entende a necessidade de terminar o trabalho", afirmou Lindsey Graham aos jornalistas na Casa Branca depois de ter tido, segundo ele, um almoço de trabalho com Trump. "Ele me disse coisas que eu não sabia e que me fazem sentir bem melhor sobre para onde estamos indo na Síria", explicou o legislador da Carolina do Sul.

"Acho que o presidente está comprometido em deixar a Síria quando o EI for completamente derrotado, e já estamos na reta final", acrescentou.

Em 19 de dezembro, Trump tuitou que o EI foi derrotado na Síria, um pronunciamento criticado por muitos especialistas militares e de segurança, considerando que o presidente exagerou a situação, além de alertarem para uma retirada precipitada.

Graham, que como membro do comitê das Forças Armadas visitou freqüentemente as tropas americanas em zonas de combate, sempre foi crítico de Trump, mas agora o defende e parece ter conquistado a confiança do presidente.

Os recentes comentários do senador após a reunião na Casa Branca foram consideravelmente mais amenos do que os de algumas horas antes, quando declarou à ABC, que "se partirmos (da Síria), os curdos serão massacrados".

Últimas de Mundo & Ciência