Desde sua criação, equipe de resgate de Israel é enviada pela 1ª vez a outro país

A delegação inclui cerca de 70 reservistas do total de 130 soldados entre homens e mulheres segundo porta-voz do Exército

Por ESTADÃO CONTEÚDO

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, participa de encontro com a comunidade judaica do Rio e amigos cristãos de Israel, no Hotel Hilton em Copacabana.
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, participa de encontro com a comunidade judaica do Rio e amigos cristãos de Israel, no Hotel Hilton em Copacabana. -

Jerusalém - É a primeira vez que Israel envia uma equipe de resgate a outro país, após a criação do Grupo Consultivo Internacional de Pesquisa e Resgate (Insarag, na sigla em inglês), em novembro de 2018, de acordo com Força de Defesa de Israel.

"A delegação inclui cerca de 70 reservistas do total de 130 soldados entre homens e mulheres", disse o porta-voz do Exército, general Ronen Nellis.

Entre os soldados estão especialistas em engenharia, médicos, bombeiros, soldados da unidade subaquática, representantes do Ministério de Relações Exteriores e embaixador de Israel para o Brasil, Yossi Sheli. A delegação é chefiada pelo comandante de Pesquisa Nacional e Resgate, coronel Golan Vach.

Após discussões sobre o formato das buscas, a equipe de resgate decidiu se concentrar na procura por sobreviventes. Para isso, um dos equipamentos enviados foram radares para busca de celulares.

Comentários