May adia voto sobre Brexit no Parlamento para até 12 de março

Prazo é pouco mais de duas semanas antes daquele previsto para a retirada do bloco; decisão da premiê pode aprofundar divergências em seu gabinete

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Primeira-ministra Theresa May no Parlamento britânico
Primeira-ministra Theresa May no Parlamento britânico -

Cairo - A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, anunciou neste domingo uma votação no Parlamento sobre a saída do país da União Europeia, o Brexit, para até 12 de março, pouco mais de duas semanas antes do prazo previsto para a retirada do bloco, 29 de março.

A decisão da premiê pode aprofundar divergências em seu gabinete. Três integrantes dele já haviam sugerido no sábado que poderiam romper com May e apoiar emendas para atrasar o Brexit, a menos que um acordo no Parlamento surgisse ao longo desta semana. Mas May afirmou a repórteres neste domingo - ao viajar ao Egito para uma cúpula da UE e da Liga Árabe e para negociações com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk - que sua equipe deve voltar a Bruxelas na terça-feira para tentar obter concessões do bloco, apesar da relutância da UE.

"Como resultado disso nós não realizaremos uma votação significativa no Parlamento nesta semana. Mas garanto que ela acontecerá até 12 de março", disse a premiê.

Até agora, ela não consegue convencer o Parlamento britânico a apoiar o rascunho do acordo fechado com a UE em novembro. Qualquer acordo precisa ainda ser endossado pelo Parlamento Europeu antes do prazo. May disse ainda acreditar que o prazo será cumprido.

Os deputados britânicos avaliarão vários cenários no Brexit nesta semana, enquanto a premiê continuará a buscar concessões. Os outros 27 membros da UE, contudo, têm insistido em não renegociar a questão.

*Com informações da Associated Press

Comentários