Mais Lidas

Evo Morales elogia Grupo de Lima por rejeitar intervenção na Venezuela

Presidente da Bolívia elogiou a decisão que optou por apoiar uma transição pacífica na Venezuela

Por Agência Brasil

Evo Morales renunciou cargo de presidente da Bolívia neste domingo
Evo Morales renunciou cargo de presidente da Bolívia neste domingo -

Brasília - O presidente da Bolívia, Evo Morales, elogiou nesta terça-feira a declaração do Grupo de Lima que defendeu a transição pacífica na Venezuela por meio dos próprios venezuelanos sem intervenção externa. A iniciativa contou com apoio da maior parte dos representantes dos países das Américas, inclusive do Brasil.

"Saudamos os países do Grupo de Lima, que se manifestou contra a intervenção armada contra #Venezuela Somos uma região de paz em que o respeito à vida é fundamental para o nosso povo Nós afirmaos e mantemos: ‘o diálogo é o único caminho’”, afirmou o boliviano na sua conta no Twitter.

Em Bogotá, na Colômbia, presidentes, vice-presidentes e chanceleres do Grupo de Lima se reuniram nesta segunda-feira. No encontro, eles reiteraram a "transição democrática" na Venezuela que "deve ser conduzida pelos próprios pacificamente venezuelanos", apoiados por meios políticos e diplomáticos, sem uso da força, como refletido na imprensa internacional.

Dos países da região, a maioria apoia o governo interino de Juan Guaidó. Porém, Bolívia e Cuba se manifestaram a favor do presidente Nicolás Maduro, enquanto México e Uruguai optaram pela neutralidade.

Na reunião em Bogotá, os líderes presentes apelaram para que mais países respaldem a legitimidade de Guaidó.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários